quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

O que Copacabana tem que eu não tenho?

Todos. T-O-D-O-S meus amigos que seriam garantia certa de revéillon animado vão para Copacabana.



Já passei dois revéillons em Copa e adorei,mas essas duas vezes já saciaram toda minha necessidade de estar perto do mar na hora da virada. É lindo! Vi os fogos deitada na areia, o céu parecia estar mais próximo, todo enfeitado de estrelas multicoloridas,mas aquela delícia dura só 20 minutos. O restante da madrugada é uma bagunça e só vale a pena se vc estiver muito bem acompanhada ( e eu sempre estive, graças a Deus!).Só espero que essa chuva pare, porque senão vai ser difícil para a galera em Copa curtir a festa.

***



Que chuva é essa?! O céu está desabando sem parar há vinte e quatro horas. Meu bairro tá alagado, entrou água na casa de alguns dos meus vizinhos, pessoas mortas e desabrigadas em outras cidades do Rio... Papai do Céu, "manera" um pouco aí, por favor!!!

Qualquer frustação e tédio vão embora diante de tanta tristeza!







Em off: Ele só tá sendo legal, não está te dando mole,mas é compreensível essa sua bestice. Afinal, é duro resistir à gentileza, bom humor e... Ai,ai, paremos por aqui, d. Juju! ;)

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Para amenizar o tédio

(Que shopping, que nada!!)

1- Um bate- papo animado ao telefone com um amigo que sabe que você não que ir pra Copacabana no dia 31, mas te convida só pra que você saiba que sempre tem pra onde ir.

2- Andar de moto na garupa de um amigo que sabe que não pode passar dos quarenta quilômetros por hora senão a medrosa aqui surta.

3- Rever 500 dias com Ela ( o filme mais legal que vi ,desde Brilho Eterno de uma Mente sem lembranças), chorar de novo exatamente nas mesmas cenas, fazer comentários reveladores que irritam quem topou assistir ao filme com você, suspirar, suspirar, suspirar...

4-Pizza de alho. Aqui perto de casa, tem uma pizzaria que faz a melhor pizza de alho do mundo. Minha vó e eu estamos viciadas. E tem mais gente entrando nesse vício... nham, nham, como tudo, como tudo!!!

5- Conversar com a Su, sentada no chão fresquinho da sala de estar dela. De "como meu novo celular não parece ser cor de rosa" a "não sei se darei conta do que tenho pra fazer a partir de Janeiro", qualquer assunto com a Sueli fica bom. Sempre saio da casa dela renovada!

Que bom que existem amigo e pizza de alho nesse mundo!!!rsrsrs





Só para Lia :)



Lia, primeira seguidora do blog e organizadora do amigo oculto mais legal desse ano( oba!!!!), David Duchovny é o mocinho de Arquivo X, seriado pelo qual sou doida desde adolescente. Enquanto as meninas dormiam na porta do Maracanã para ver o show dos Backstreet Boys, eu suspirava por esse cara, achava que ele era o mais lindo que já pisou no mundo e tinha sérios planos de casamento.

Essa informação é a prova de que não sou muito normal, porque minhas paixões juvenis sempre foram meio obscuras. Até alguns anos atrás, eu era doida pelo Pedro Mariano ( como sei que ninguém conhece, vou dar as credenciais: cantor, filho da Elis e irmão da Maria Rita). Só eu e meia dúzia de mulheres morríamos por esse cara, cheguei até dar um jeito de ir num show reservado dele, até descobrir que ele é um pedante e preferi só ouvir os cds em casa.

Bem , o David Duchovny ainda é um gatoooooo, mas Pedro Mariano... Meu Deus, onde eu tava com a cabeça quando ficava gritando " lindo" nos shows????rsrsrsrsrsrs

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Desespero pré - revéillon

Estou aceitando e analisando convites para o revéillon. Nada que envolva minha adorável e equilibrada família nem o Faustão, o Raul Gil ou o Show da Virada. Sobreviver ao Natal já foi difícil ,exigiu uma energia sobrenatural e está rendendo uma melancolia que não foi embora até hoje...


Gosto muito, muito do Natal. Gosto da festa , dos presentes, do pernil com maionese, mas sobretudo seu significado me toca fundo. A vinda de Cristo é a prova concreta do amor, da confiança, do investimento que Deus faz em nós. Natal, pra mim, apesar de todo estresse, é dia de celebração da nossa origem.

Bem, às vezes, você até aprende alguma coisa no meio da Noite Feliz. Minhas lições desse ano vieram do atual homem da minha vida:

1- Papai Noel é meio assustador, morre de calor naquela roupa estranha, não existe ,mas pode fazer com que olhos de criancinhas brilhem intensamente quando tiram de seu saco de Papai Noel uma bicicleta muito maneira e um Ben 10 feito de vinil.

2- Você pode ter certeza de que ama uma pessoa além de qualquer limite que pudesse ter imaginado, mas se essa mesma pessoa passa todo o dia 25 de dezembro atrás de você, dizendo: " Ju, vem andar comigo de bicicleta", há uma boa chance de você se dar conta de que não tem maturidade alguma pra ser mãe.



A pessoa em questão se chama Paulo Vítor - vulgo Vitucho ( mas só eu posso chamar assim), tem 3 anos de idade e , que bom, é filho dos meus tios. Criancinha sábia, já me ensinou muitas coisas, tipo como se toma banho de verdade ( Ju, minha mãe falou que tem que lavar o buraco do cocô), como se usa uma blusa masculina ( Ju, o desenho do Ben 10 é para trás),como adultos responsáveis não têm direito a dormir até depois das dez ( Ju, você não quer acordar? Já tá sol. Vem andar de bicicleta comigo.) No entanto, seu maior ensinamento é que amor é maior que a gente, não tem explicação, que pode ser materno e que um dia, graças a essas lições, saberei exercê-lo.









# Por enquanto, vou exercer meu lado Becky Bloom no shopping. Só tenho duas alternativas: sair de casa um pouquinho ou SURTAR. Prefiro a segunda opção.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

03h53min da manhã

Eu deveria estar dormindo,mas o danado do sono não vem.

Já fucei todos os blogs do mundo, só sobraram os chatos, muito chatos.

Queria estar escrevendo um capítulo para o Historinhas,mas a minha cabeça tá vazia, vazia. ( se alguma das meninas do Historinhas estiver lendo isso , saiba que morro de culpa por não estar escrevendo...rsrsr)

Eu poderia assistir a algum episódio de Arquivo x, mas aí teria de ligar a tevê, instalar o dvd, me levantar daqui... Não, não, nada de Arquivo X.

Poderia ver Star Trek aqui mesmo no computador. Minha mãe, deus  e todo mundo gosta desse filme... Não, eu teria de ir no quarto,  caçar o porta -dvds,  voltar, ler as legendas, tentar me lembrar quem são os Klingons. Não, não, nada de Star Trek.


( Acabei de me sentir uma nerd. Quem, às três da manhã, considera a possibilidade de assistir a um seriado sobre alienígenas, monstros e afins ou ver um filme que se passa numa nave espacial e que tem como protagonista um cara orelhudo??? rsrs)

Poderia, quem sabe, ler um daqueles livros que estão despencando da minha estante. Não, tudo que  prestava de lá , eu já li. ( A voz da minha consciência diz: mentirinha, mentirinha)

Ah ,tem o filme da Becky Bloom! Depois de ler a Cíntia, do Confissões de CM, falando tanto da Becky, comecei a considerar a possibilidade de dar uma segunda chance àquela historinha sem pé nem cabeça...

( Meu amigo André me disse que uma das vantagens de se ter um notebook e poder usar computador, enquanto se está deitado. Só no planeta dele. Deitei por dois segundos e minhas costas já estão ardendo. Sentada novamente.)

Nada de Becky Bloom . A Cíntia pode até gostar dela ,mas  o filme é uma chaticezinha  e não tô com paciência para ver aquela louca fazendo o que tenho bom senso demais pra fazer...rs

Hum, acho que vou atacar mesmo de Arquivo x. Nescau gelado e David Duchovny vão me fazer bem...rsrs
( Se algum dia alguém passar a ler esse blog, eu explico quem é David Duchovny e porque passar o restinho da madrugada com ele- mesmo que muito virtualmente - me parece tão atraente..rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs).

Aquecendo as turbinas

Eu tinha escrito um texto todo bonitinho e engomadinho para colocar aqui, mas não tava gostando dele, não. Mais parecia  início de trabalho de faculdade do que uma postagem de blog. É que eu tendo a ser formalzinha quando não sei o que dizer.
É, esse blog é meio que um desafio. Como todos os outros 5 bilhões e 999 milhões de habitantes do planeta, tenho um medinho do desconhecido. No meu caso específico, de desconhecidos, no plural. Não faço mesmo o tipo tímida- e -retraída, mas quer me deixar sem palavras, de olho arregalado, suando frio é ter entrar em contanto com gente ou situações das quais não tenho nenhum conhecimento prévio.
Sim, eu tenho um outro blog,  mas é diferente...Hummm ! Será que é mesmo? Às vezes, escrevendo lá tenho a impressão que estou mais exposta do imagino, que ele é mais sobre mim do que parece... Lá vou eu surtando outra vez...rsrsrs
A verdade é que tenho um pavorzinho de  ser o centro das atrações. Quem me conhece deve achar que falo isso só pra fazer um charminho. Afinal, uma criatura que não gosta de chamar atenção não deveria ser professora, nem sair por aí organizando festinhas de amigos, nem escrever em blogs. Ah, mas é pra isso que existe a palavra PARADOXO!!! Adoro ser tudo ao mesmo tempo, ainda que nem sempre esse" tudo" faça sentido...rsrsr
Antes eu achava que  ter um blog era o mesmo  que " botar a bunda na janela para  alguém passar a mão nela" , como diria a música do Gonzaguinha. Mas como escreveu uma outra poeta, Cecília Meirelles, " até as pedras mudam" , então mudei de ideia. Blogs não são divãs. Esses deliciosos espaços virtuais são ,na verdade, uma janelinha para um mundo muito maior que aquele ao qual estamos circunscristos fisicamente.
Pois bem, o Fina Flor é a minha janelinha, na qual estou debruçada acenando simpaticamente para os conhecidos e os desconhecidos. Uma janelinha bem bonitinha , com tulipas no parapeito e cortininhas de renda!!!! : )