sábado, 13 de março de 2010

Bizarrice do dia

Eu deveria estar dormindo mais um pouco. Afinal, passei metade da madrugada na internet e a outra metade olhando pro teto ,esperando o sono vir. Mas, para minha imensa sorte, Jaqueline resolveu me ligar às sete da manhã e me acordar. Bem, a verdade é que eu liguei pra ela antes , duas vezes. Como eu liguei , se estava dormindo?


Depois de um longo processo de investigação, efetuado com um olho aberto e outro fechado de tanto sono, descobri que dormi com ouvindo música no celular e, provavelmente, apertei o botão de discagem automática com alguma parte do meu corpo, enquanto roncava. Já fiz isso umas milhares de vezes e a pobre da Jaqueline é uma das vítmas mais frequentes, afinal é a pessoa com quem mais falo ao telefone, logo seu número é quase sempre o primeiro na lista de ligações efetuadas. (Se por acaso o André ler esse post, vai dizer assim: " Pô, eu achava que era comigo que você mais falava!". É que ele meio egoísta quand ose trata de amigos... rrsrsrsrsr André, seu previsível, nesse caso , você está em segundo lugar. rs)

Bem, mas aí que a pobre da minha amiga , apesar de toda sua experiência na arte de ser amiga de uma das pessoas mais mongas do universo, sempre acha que algo realmente sério aconteceu quando eu ligo assim sem querer e fica preocupada até conseguir falar comigo. Dessa vez, a preocupação gerou um pesadelo que envolvia sequestro, resgate pago com chocolate, homens vestidos de terno dançando como num musical. Ela jura que era um pesadelo. Mas pesadelo envolvendo chocolates e homens dançando não me parece pesadelo. Enfim...

Todo esse embromation é só embromation mesmo. Eu queria contar uma bizarricezinha, antes de escrever sobre o que eu pretendia : o documentário " Herbert de Perto". Só que o Herbert vai ficar para o próximo post porque esse já tá gigante.
 
 
P.S.:Ah, gente, eu leio os comentários e fico cheia de vergonha da preguiça que tenho de comentar nos blogs que leio... rsrsrs


Débinha, você me deu um trabalhão pra descobrir seus comentários. Me senti catando as migalhas de pão de João e Maria. Comentários por toda parte! rsrsrs E aí, descobriu se nós somos mesmo " iNguais"?
 
Mirian, quando minha mãe achar o caderno de receitas, eu boto aqui  a receita do joelho-enroladinho-italiano. Sei de cabeça,mas acho que as medidas não tão corretinhas.Vai que vc faz e desanda...rsrs
Não tenho a menor ideia de como é nome desse salgadinho em Sta. Catarina. Eu achava que era jelho em todo Brasil, menos em Niterói. Juliana, a ingênua!  Até parece que não estudou variação linguística... rsrsrs

Um comentário:

Cíntia Mara disse...

Kkkkkkkkkkk

Ri muito com esse post Ju! Telefonar dormindo, é? Só vc mesmo, que adoooooooooora um telefone. Se eu fizer isso, há grandes chances de que o telefone chamado seja o da minha mãe, pq 70% das minhas ligações são pra ela e vice-versa.


Falando em responder comentários, eu tb tô ficando meio enrolada com isso. Leio os trem pelo celular e quando chego em casa me esqueço de responder. Por isso q eu não retornei o e-mail q vc me mandou outro dia.


Não sei como vc consegue acompanhar todos os comentários sem recebê-los por e-mail :s Eu ia ficar totalmente perdida!

Bjos