quarta-feira, 10 de março de 2010

O primeiro livro que li - Brincadeira Literária

Atendendo  às regras da Brincadeira literária, aí  o post sobre o primeiro livro que li:



Não sei se " A Cidade Perdida" foi exatamente o primeiro livro que li,mas foi o que ficou na minha memória. Eu devia ter entre cinco e seis anos quando ganhei esse livrinho de uma namorada do meu pai. Engraçado que me lembro de ela ter me dito que tinha comprado o livro pra mim porque meu pai dissera a ela que eu gostava de ler. Como que eu deria gostar tanto assim de ler - ao ponto de o meu pai, que não morava comigo, saber disso- se tinha acabado de ser alfabetizada?? Só sei que adorei o presente e a moça subiu muito no meu conceito. Namoradas de pai nem sempre são as pessoas que mais amamos, mas se elas dão presentes legais fica mais fácil gostar delas. rsrs

Sobre o que era o livro? Ah, não dá pra lembrar! hahaha Sei que tinha alguma coisa a ver com ecologia. A cidade desaparecia porque seus habitantes não souberam cuidar dele. Mais que isso não lembro mesmo. A única coisa que me vem à memória é uma ilustração que tinha no livro: um homem bigodudo (acho que era um mágico) que me parecia o Dr. Robotnik, do Mario Bros.

Infelizmente, não tenho mais esse livro. Um temporal , acho que em 1990 ou 91, derrubou uma das paredes da minha casa e muita coisa se perdeu, dentre elas o " A Cidade Perdida". Quanto àquela namorada do meu pai, convivi com a moça por mais uns quatro ou cinco anos , sempre ganhando presentes legais. Ela era muito gente boa. E muito esperta também: livros sempre foram meus presentes favoritos e a melhor maneira de me conquistar.

3 comentários:

simplesmentemonalisa disse...

Adorei a história da namorada do pai, hahaha!

Cíntia Mara disse...

Olha que interesseira que você era, Ju!!! Huahauhauhauha

Tô vendo essa brincadeira em um monte de blogs, eu deveria ter participado tb. Lendo uns posts sobre isso, fui procurar na net o primeiro livro que me lembro de ter lido, chamava "O Círculo", mas não encontrei nada! Eu tava acho que na segunda série e todos os meus coleguinhas já tinham lido e disseram que ficaram assustados, choraram. Eu não queria ler de jeito nenhum, morria de medo. Nem lembro como foi q perdi o medo, rsrsrsrs. Só lembro que era sobre um menino negro, acho q falava de preconceito.

Bjos

Náh disse...

Olá, Juliana!
Que legal! Ao menos de algumas coisas você se lembrou, né? Mas que pena que você não tem o livrinho...
Ah... Vou postar o link da sua resenha no blog, tá?
Bjus,
NÁH