quarta-feira, 14 de julho de 2010

Já passou...

Eu não deveria estar sentada aqui no meu sofazinho, tomando um copão de nescau e tagarelando com vocês...

Eu deveria mesmo é estar a caminho da terapia, já com as coisas todas arrumadas pra festa junina da escola ( comprei um chapéu e vários lacinhos pra brincar de " tia- Juliana - vai - a- carater - à- festinha -do - colégio) e já toda esquematizada pra todas as coisas que terei de fazer depois, mas não estou. Não dá.

Já mandei um torpedinho pra minha analista e ela já me disse que posso demorar. Decidi chegar mais tarde na festa do colégio , que provavelmente não começará na hora. Decidi não arrancar os cabelos porque acordei descaradamente atrasada.

Falo da minha vó,mas sou igualzinha a ela. Sou mesmo  "cara e  focinho" da minha vó; temos o mesmo pedigree ( não sei como se escreve isso! rs), a mesma mania besta de  rir  de tudo, a mesma mania de achar que é fraqueza admitir que " não, hoje não dá mais".

Meu chilique de ontem era só cansaço - cansaço legítimo, genuíno e humano - , mas a  metidinha aqui acha que não pode se cansar. Ora, ano passado, quando a rotina era enlouquecedora , fazia sentido chorar diante de panelas vazias e  uma fome bem  grandona. Esse ano, a vida é menos tensa, portanto devo me manter sempre animada e feliz. Furada,né? Balelinha de gente bobinha feito minha vó, FEITO EU.

Bem, acho que já passou, Fabiane. Seu comentário me deu vontade de vir escrever. Adorei receber permissão pra sentir ódio. ;) É, eu posso!

Quanto aos óculos,  descobri na hora em que escrevi o post anterior que tava me estressando com isso. Sabiam que ontem, num impulso, quase comprei  que encomendei  os óculos na primeira ótica em que entrei? Ainda bem que há um tantinho de consciência nessa minha cabecinha de melão, e  também meu cartão de credito não estava liberado. Que bom! Porque nada feito impulsivamente funciona comigo.
Quando a semana acabar, vou recrutar um dos meus amigos cheios de bom gosto e vou escolher a minha " máscara de ferro" ( ê, drama!) com mais cuidado!

Agora, o momento " sentadinha no meu divã virtual" acabou. Tenho que ir pro divã de verdade e depois pra festa de verdade. Oba! Adoro festa junina!

 "  Fagulhas pontas de agulhas, brilham estrelas de São João/ Fagotes, xotes e xaxados / Seguram as pontas do meu coração"

3 comentários:

Rita disse...

Oi, Juliana

Menina, então ontem o bicho pegou, né? Básico, querida, todos nós temos nossos dias... eu e meu marido também temos e ainda bem que normalmente são em dias diferentes. Quando um se cala ou fica taciturno demais, o outro já sabe e respeita o espaço. Stress faz parte dessa nossa rotina maluca de casa-trabalho-etc. Então permita-se, sem culpa, seus momentos de azedume. Anormal seria não tê-los.

Espero que a festa seja boa e que sua vó esteja melhor. Ah, adorei Toy Story também. Beijos!

Rita

Rita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cíntia Mara disse...

Ju, você a sua vó não estão sozinhas nessa de acharem que não podem se cansar. Eu não posso ficar cansada ou doente. Durmo porque preciso e não porque quero. Acho a maior perda de tempo! Afinal, a vida é curta e nós vivemos enquanto estamos acordados, não é mesmo? (Tá, se você não concordar, a Annie concorda, hahaha).

Bjos