terça-feira, 13 de julho de 2010

Momento aborrecente

Eu amo minha vó, vocês  sabem! Minha vó é uma das pessoas mais engraçadas que conheço - de verdade.  Um dia inteiro com ela é garantia de risadas deliciosas. Mas haja paciência pro maior defeito que ela tem. Não tenho a menor moral pra chamar alguém de dramático porque hipérbole é um apelido que me cairia bem. Só que minha vó, cara, me supera e muito.

Não tenho paciênciaaaa.

Hoje foi um  dia chato: conselho de classe de manhã e de noite e médico no meio da tarde. Chatice, chatice, chatice. Chego em casa morta de cansaço, ensopada de uma chuva que caiu assim que botamos o pé fora da escola, a cabeça explodindo por causa desse astigmatismo que resolveu  voltar. Eis que encontro minha doce vozinha morrendo de dor no estômago, claramente não se aguentando em pé, se arrastando pra cima e pra baixo.

" Vai deitar, vó!"

" Não, eu preciso guardar essa louça porque senão pode dar rato. Tenho que fazer comida pra sua mãe porque senão ela vai ficar com fome. Ai, meu Deus, acabou o leite. E agora? Ai, eu devia ter comprado leite mais cedo."

Nem disse nada. Hoje, não estou com paciência pra nada, especialmente pra gente que prefere se ocupar com mil tarefas, ignorar solenemente uma dor ou achar que médico é ser de outro planeta. ( Desculpa aê, Cíntia! =p)

Aff, eu tô chata!!!  Deve ser  porque terei de deixar de ser uma daquelas pessoas que fazem de conta que não precisam de óculos.

Odeio o oftalmologista e aquele aparelho que sopra ventinho no olho. Odeio  quando minha vó fica achando que é feita de aço. Odeio conselhos de classe e  alunos que não tiram boas notas. Odeio, odeio, odeio.

P.S.: Eu não quero usar óculos de novo!
P.S.:Ah, nem adianta sugerir lentes de contato. Prefiro usar óculos fundo de garrafa a enfiar voluntariamente qualquer coisa no meu olho. Além disso, sou a criatura mais desleixada do mundo! A lente duraria uns dozes segundos...
P.S.: Nossa, quanto mais cansada me sinto, mais dramática fico!

Fim do momento aborrecente.

Amanhã, a Juliana versão mulher- madura- inteligente- simpática- descolada- charmosérrima estará de volta, tá?

Espero... =p

4 comentários:

Fabiane Ariello disse...

Em nome de todas as estressadas de plantão, eu permito que vc tenha um montão de ódio depois de um dia ruim. Desde que passe depois :)

E passou, não é? Respira... E quando aos óculos... vc não gosta mesmo? Procura uma armação bonita! Também não gosto de usar, mas a minha armação é cor-de-rosa e me deixa com uma cara de feliz... e, pra minha surpresa, esses dias, meu namorado disse que eu ficava uma gracinha de óculos :)

Beijo!

Mila disse...

A nova onda é ser uma bicha operada!!! Óculos, never again!!!

Pensa nisso amiga, estou há 4 anos sem óculos... junta uma graninha q a economia q vc faz em óculos depois vale a pena! E fora a liberdade q te proporciona!!!
Freedom, you've gotta give for what you take

Cíntia Mara disse...

Kkkkkkkkkkkkkk
Não tinha lido esse post! Eu só vou ao médico se estiver morrendo, não tenho tempo pra ficar perdendo em uma sala de espera e depois com alguém que acha que sabe tudo e que pode mandar em mim. Nem pensar!!!

Débora Leite disse...

Meu grau de astigmatismo também aumentou e, depois de 4 anos, fiz novos óculos. Roxinhos e bonitinhos!

P.S.: Cê percebeu que eu tiro um dia (ou noite) pra ler seu blog e leio tudo que tava atrasado. Daí comento em tuuuudo. Eu sei que sou uma retardatária, mas nem ligo. Espero que você também não! hehehe