terça-feira, 20 de julho de 2010

Ratificando

Não faz muito sentido desejar feliz aniversário para os amigos através do Fina Flor porque poucos são os amigos que sabem da existência do blog.

Parei pra pensar agora: Por que será que nunca falo do Fina Flor pras pessoas que me conhecem " de carne e osso"? Freud explica, Lia? =p

Mas, enfim, voltando: meu amigo Rennan mandou um e- mail/ convite de aniversário tão ... tão... ah, tão não- sei -definir-bem que deu vontade  de vir dizer que eu amo  o Rennan . Ainda que ele não leia, pelo menos, fica registrado.

Engraçado essa coisa de dizer " eu te amo". Não estou me referindo àquelas declarações que a gente aguarda cheia de expectativas. Engraçados são os " eu te amo" que a gente não diz porque pressupõe  que não se  precisa dizer; a outra pessoa já sabe mesmo.

No aniversário da Jaqueline, no meio da festinha que ela fez em casa, em meio a tantos amigos, me dei conta de que nem me dei ao trabalho de escrever um cartão. A gente já se conhece há tanto tempo, já dei tantos cartões, já fiz uma porção de surpresas que achei que não precisa. Quer dizer, nem cogitei a possibilidade de inventar um mensagem bonitinha.

Ando parecendo aqueles maridos  que  presenteiam a esposa com um lindo jogo de ... potes para micro-ondas. =p

O montão de gente que amo nesse mundo sabe do meu amor, imagino. O montão de gente que todo mundo ama sabe desse amor. No entanto, de vez em quando, não custa fazer uma declaraçãozinha , assim, mais piegas- melosa-água- açúcar- quero - morrer- diante -de - tanta - melação.

Só pra ratificar.

3 comentários:

Chico Mouse disse...

Romântica inveterada você, hein? :P

Mas confesso que, às vezes, bate um medinho bobo de que as pessoas que eu quero tanto bem não saibam o quanto eu gosto delas...

Lia disse...

Freud explica sim!

Ué manda o texto pro Renan, tudo pra ele abrir aquele sorrisão lindo!! hehe

Cíntia Mara disse...

Olha, Ju, não sei no seu caso, mas eu tenho descoberto que o blog não é um lugar totalmente "seguro" e que as pessoas que eu convivo podem sim aparecer por lá. Agora eu nem ligo mais, quando alguém me pergunta de um livro eu já mando o link, sem contar que tenho muita gente no Orkut e no Twitter. Mas já tive várias surpresas quanto a isso. Tipo meu cunhado que foi procurar uma coisa no google e achou o meu blog. Minha colega de CEFET que deixou scrap no Orkut falando que gostou de um livro que eu indiquei. Ou meu primo que veio pedir livro emprestado depois de ler a resenha (cara de pau!!!).

Eu tenho uma dificuldade imensa pra manifestar meus sentimentos. Não, imensa não. IMENSA. Se eu disser um "eu te amo" espontâneo, pode saber que é de zuação. E se for sério é porque foi forçado, direta ou indiretamente.