domingo, 15 de agosto de 2010

Catando chão

Ao ler este post da Fabiane, me senti tão indignada que deixei um comentário no blog dela, dizendo que eu detestava gente maluca que simplesmente some do nada, que não sabe se comunicar.

Que hipócrita que eu sou!

Já fui uma dessas pessoas malucas que somem sem dar notícia, sem nem dizer tchau.

Mas depois voltei e pedi desculpas. Mandei um e-mail enorme , todo derramado, dizendo “ dei no pé porque fiquei com medo”. Onde já se viu ter medo de ser tão bem gostada e acarinhada, medo de receber os e-mails mais nonsenses do mundo, medo de perder antes mesmo de ter?

Meu medo e uma enorme dose de imaturidade fizeram com que nunca tivesse dado certo. Porque moços bons, bonitos e capazes de fazer corações dispararem existem,mas também são de carne e osso e se cansam das indecisões que não têm mais fim.

A resposta ao meu e-mail veio uns dois meses depois.  Nele, o moço dizia que  me entendia,  que me desculpava,que  lamentava que as coisas tivessem sido tão complicadas, que  me admirava porque pedi desculpas.

Eu jamais teria redigido um e-mail como o dele. Eu sou rancorosinha!  Me sacaneiam só uma vez e ponto! Aceito desculpas, mas não consigo voltar a ser a mesma.

 Mas devo confessar: ser rancorosinha cansa e dá trabalho,viu!

Pedir desculpas também!


P.s.:  Não sei se " catar chão" é uma expressão conhecida. Deve ser bem ultrapassada,mas minha vó usa tanto que já incorporei ao meu vocabulário. Para os que não conhecem, " catar chão" equivale a " meter o pé",  " vazar", " dar no pé", " ir embora".

3 comentários:

Vanessa Carneiro disse...

não sei como é fugir de alguém com medo, mas sei como é estar do outro lado. é chaaato...
bjs

Fabiane Ariello disse...

Mandar o email significa que, no fundo, você se importa e é uma boa pessoa. Todo mundo erra, né? Mas se arrepender quando magoamos os outros é fundamental :)

M!riam disse...

Oi, Ju!

Afff... já fugi e já fugiram de mim. É ruim de qualquer jeito...

Tbm guardo as coisas mais do que devia... tenho a sensação de que não consigo perdoar de verdade.

Afff, isso faz com que eu arraste vários esqueletos...