segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Espelho, espelho meu

Já perdi a conta das vezes em que  me olhei sem querer numa vidraça, numa vitrine e não me  reconheci. Batia sempre a sensação engraçada de que  aquela não era bem eu. Podia até ser alguém parecida comigo, alguem com olhos pequenos e bochechas grandes feito as minhas, mas não, não era eu.

Hoje aconteceu algo totalmente diferente: entrei no banheiro de um restaurante e dei de cara com um espelhão enorme. Em vez de me espantar, de me perguntar quem era aquela mulher ali, soube na hora que era euzinha. 

E eu tava tão bonitinha de unhas roxas, rímel impecável e cara de " pois é! tô viva, tô feliz!". =p



3 comentários:

simplesmentemonalisa disse...

É bom quando isso acontece, né!
Viva e feliz sempre!!!
Beijooooos

Vanessa Carneiro disse...

é tão bom qdo a gnt se sente assim
=]

Annie Adelinne disse...

Ai, lembrei de você na quarta-feira! Aliás, lembrei desse texto!
Num dia corridíssimo, após uma prova importantíssima, na hora de ir pra casa, entrei no elevador da faculdade e dei de cara com o espelho. Vi uma mulher tão bonita e... ei, sou eu! É tão bom se reconhecer assim, né? Como reencontrar uma velha amiga :)