terça-feira, 31 de agosto de 2010

Lerei, lerei

Garganta doendo (o remédio ainda não fez o devido efeito), um mal –estar chatinho,  um e outro sintoma da síndrome do coração vazio.

Digo pro meu amigo assim: “ Vou sossegar e ler Mongólia...”

Amigo reage:  “ Não lê esse livro,não. Você já tá  toda ferrada e ainda  vai ler um livro com esse título...”

Eu: “ Não é um livrinho qualquer,não! É de um autor importante, Bernardo Carvalho.  Ele tem um outro livro aclamadíssimo, Nove Noites.”

Amigo: “ Bom título...”

Eu: “ É ,mas eu só tenho o Mongólia.”

Amigo: “ Ainda acho que você não deveria ler esse livro. Não hoje.”

Aff,  só pra não contrariar, acabei lendo Querido Diário Otário.

Olha, um livro narrado por uma adolescente frenética não  foi  lá uma grande  fonte de diversão,não. A tal da Jamie Kelly é maluca demais. Minha próxima leitura infantojuvenil será “ O crime do colecionador”, altamente recomendado por uma das minhas alunas. Lerei!

Enquanto isso, Mongólia e Sinfonia em Branco aguardam na fila dos que  quero muito ler. Em breve, em breve, lerei!

Mas sabe um que abandonei? A Sombra do Vento. A Rita já tinha dito no blog dela  que o livro era um caldeirão de clichês, eu até que insisti,mas não deu. Minha mãe pegou pra ler. Esperemos o veredicto dela...

3 comentários:

Fabiane Ariello disse...

Hahahah, fala assim da Jamie não, ela é meu "alter ego tradutório". (É sério, inclusive tem uma menina no meu trabalho que é a Angelina. De verdade.)

Depois conta aí se Mongólia é bom!

amanda disse...

voce curte infanto-juvenil?? entao le "crescer é perigoso"!

eu adoro esse livro, me identifiquei muito, principalmente porque o protagonista é descendente de japoneses e ficam chamando ele de "JAPORONGA"!!!! HAHAHAHAH

é uma ótima história, e se não se importa muito com spoilers tem um pouco dela aqui: http://moourl.com/uq5fy

:D

Cíntia Mara disse...

Já me disseram que A Sombra do Vento é muito bom, mas ainda não li. Não tenho nada contra clichês.

Acho que vou dar print nessa tela e guardar eternamente... Querido Diário Otário? Nem eu - que gosto de infanto juvenis - leio isso, hahahaha.

Bjos