domingo, 19 de setembro de 2010

Do bom e do melhor (O Melhor de Mim - Blogagem coletiva)


( Este pot foi escrito  como parte da blogagem coletiva proposta pela Elaine, do Um Pouco de Mim)

Ah, então, a tarefa é falar  o que Juliana tem  de bom,de melhor? Fácil, bem fácil, vai.

Hum, xô pensar:  a Juliana é ... ops! Peraê!  Juliana não. JU. Porque  apesar de achar  que Juliana é um nome lindo, a Ju prefere o  seu apelido mais comum. Ela fica reclamando que todo mundo acha que  pode sair chamando de Ju por aí, mas ela gosta , ela adora. Diz  que Ju é delicado, doce, uma gentileza. Aliás, essas são qualidades  que ela diz que não tem. Ô, pessoa pra gostar da doçura e da gentileza alheias, mas incapaz de reconhecer essas qualidades em si. Mas é bem mentira, sabiam, ela sabe sim que  é docinha, docinha. Delicada, nem tanto. É que ela  tem gestos largos, derruba tudo, fala alto. Ah, mas até isso tem um certo charme, porque  se a pessoa derruba a casa inteira ,mas não tem preguiça  de botar no lugar e arreganha um sorriso cheio de desculpas, um sorriso que ela bem sabe que facilita as coisas, tudo certo, tudo bem.

Taí, uma coisa de que a Ju aprendeu a  gostar é de seu sorriso. Ela não gosta muito dele em fotos, fica dizendo que é escancarado demais, mas   a Ju  adora sorrir e  o sorriso vem fácil. Pra tudo e pra todos, ela mostra os dentes. E  bom humor e animação constroem pontes, suavizam  a vida,né?  Mas sabiam que esse negócio de ser bem humorada  causava um nó na cabeça da dona desse blog. Pois é!  A Ju ficava numa neura de que as pessoas não levavam a sério o que ela dizia, não  lhe davam o devido crédito. Olha, a mulher ficava brava toda vez que Jaqueline e André  ( amigos que estão ali na categoria de confidentes) soltavam: “ Ju, você é tão engraçada!”. Ah, mas não se preocupem, ela já entendeu que graça não é palhaçada, que eles só estavam constatando um aspecto da personalidade dela.  No fundo,  ela sempre sabe usar o bom humor a seu favor, muitas vezes, quase sempre, sem nem perceber.

Humm, deixa eu pensar mais: ah, a Ju  é saltitante. É mesmo! De vez em quando, ela se pega dando pulinhos e dizendo: “ Vamô lá! Vamô lá”. Nem sempre, ela sabe onde é esse lá, mas ela quer ir, não consegue ficar parada. A pilha não acaba, tem gente que acha que ela enfia o dedo na tomada 220 volts todos os dias de manhã. Ela adora ser assim.  Se você precisa de alguém pra escalar o Everest, tomar sorvete de morango, segurar sua mão na montanha russa, essa pessoa é a  Juliana. Ela topa tudo. Claro que vai morrer de medo  antes, dar um chiliques, fazer um drama, mas não se deixem enganar. No fim, a pessoa que mais curtiu as loucuras foi ela.  Dá pra desconfiar que a d. Juliana só não faz mais loucurinhas porque... ah, não dá pra saber por  que. Perguntem pra ela.

Bem ,mas não é só de risos e agitação que essa criaturinha vive, não. Tem um lado da Ju que não fica assim tão exposto. Ela chama de melancolia e , às vezes, tem uma dificuldade danada em lidar com ele. Mas ela  também aprendeu a gostar do que há de mais delicado  em si. Dos silêncios repentinos, do aperto no peito que vem sabe-se lá de onde, a Ju tira  contos de amor , epifanias pra vida e palavras bonitas que ela deposita em diários secretos e diários compartilhados. Aliás, compartilhar é um verbo que ela gosta de conjugar.

Vocês nunca hão de ouvir da boca da Ju, mas ela sabe que é aconchegante. Mais que isso, ela sente prazer em dar e receber afeto, em oferecer colo.  Ela diz é palpiteira, mas não é só isso,não.  A Ju não fica brincando com os sentimentos dos outros, nem os menospreza. Ela presta atenção,  chora junto, ri junto. O nome disso é empatia. A Juju é simpática e empática. E esperta também, sabiam? Adivinha coisas, manda e-mail nas horas certas, ninguém esconde segredos dela. Ela a-d-o-r-a ser esperta!  Bem, ela é inteligente também –  tem aquela inteligência que serve pra escola, pro trabalho, só que pra variar, ela também não gosta muito  de admitir isso.

Ai, mas  o  propósito desse post era dizer o que  a Ju tem de melhor,né?  Então, vamos focar. Ela adoraria que se dissesse que são os olhos ( essa Juliana tem uns complexos de menina feia que  precisa realmente tratar, porque ninguém mais acredita quando ela diz: “ ai, é que eu sou feiosa”. Mas deixemos os complexos da moça de lado. Esse post é  elogioso. Nada de críticas!). Ela tem olhos bonitos sim,  mas o que a Ju acha que tem de melhor não dá pra ver. Quer dizer, deve dar. Ela não sabe se os outros percebem.    O melhor da Juliana é que ela é RESISTENTE.

 Explicando: há aquele seu lado que se recusa a dormir enquanto há festa, que lê um livro numa tacada só, que quase não adoece, que  só lembra Às dez da noite que tá o dia inteiro sem comer, mas não é desse tipo de resistência  que a Ju se orgulha.

A Juliana gosta é de saber que , por mais que tudo pareça brabo, ruim, cansativo, insuportável  ( e , como todo mundo, ela já viveu momentos bem difíceis), ela não desiste. Pode até balançar, chega a cair, não aceitar, ter crises, mas  desistir, nunca, nunquinha , jamais. A Ju gosta demais de si mesma pra deixar que seja lá o que for a faça crer que o fim da linha chegou. A estrada da Ju é tortuosa, esquisita, nonsense, mas ela defende , com unhas e dentes, esse seu caminho que não é feio nem bonito, que não é  largo nem estreito, que não é de fulano nem sicrano,  é DELA.

E essa resistência tem a ver com a certeza que ela tem de sua origem.   A Ju fala pouco sobre isso.  É que ela tem medo de ser leviana ou de repetir os discursos que eram seus – e eram mutio pseudocrístãos pro gosto dela -  no passado. Ela também não fala muito porque esse é um assunto muito importante pra ela, muito íntimo. Intimidade deve ser preservada, ela acha. E  ela tem medo de banalizar  essa sua certeza. É assunto sério, minha gente!!

Enfim, a Ju é resistente por que ela sabe que  Deus desejou que ela existisse e sabe que Ele não  manda ninguém ao mundo a passeio.

Quer dizer, manda a passeio a sim , porque a vida é pra ser boa,né?

Mas  vida , além de ser pra passear, se divertir, é pra ter sentido.

É por isso que a Ju “ trupica, mas não cai”.


P.S.:  Hesitei bastante em escrever esse post. Fiquei pensando no que eu poderia escrever  afinal. Daí me veio a ideia de escrever em terceira pessoa. Fiquei com medo de parecer o Pelé, que se refere a si mesmo com se fosse outra pessoa, mas  acabou que foi melhor assim. Resolvi usar comigo a gentileza e as palavras bonitinhas que gosto de  dar às pessoas.

E eu chorei escrevendo. Não deveria ser tão difícil  ser sincero a respeito do que a gente  tem de bom. Quem foi que disse que só os defeitos têm bossa,né?

A ideia da Elaine foi linda,né? Gostei demais!

27 comentários:

Elaine Gaspareto disse...

Ju, eu chorei lendo.
A mim me pareceu que alí estava uma pessoa que nunca parou para se ver realmente, e que ao fazer isso ficou espantada consigo mesma. Acho que foi uma descoberta...
E em 3ª pessoa foi muito corajoso e original...
Muito obrigada
Beijossssssss

Sandra disse...

Linda e belo texto. Parabéns.
Esta coletiva é maravilhosa. Compartilhamos sentimentos, alegrias e vidas. São emoções que caminham a lado a lado, do outro lado da telinha.
Ficarei muito feliz em ter você na Interação Amigos, trocando esses momentos tão especiais.
O MELHOR DE MIM, é quando penso na verdade, na alegria e procuro levar a Paz ao corações oprimidos e necessitados.
Principalemente frente a esta telinha chamada PC Virtual.

Vou te esperar por aqui.

http://sandrarandrade7.blogspot.com/2010/09/coletiva-o-melhor-de-mim1909.html

Sua postagem ficou super especial..Somos realmente pessoas maravilhosas e cheias de qualidades. Cada uma do seu jeito e maneira.
Parabéns.
As coletivas nos aproximam e formamos novos amigos. Como é bom conhecer pessoas lindas e maravilhosas. Parabéns. Ficarei feliz em te receber.
Desde já agradeço o seu carinho e visita.
Carinhosamente,
Sandra

Kelly disse...

Vim direto do blog da Elaine pra conhecer um pouco mais de vocÊ. Quanta dificuldade em reconhecer as próprias qualidades né? MAs uma pessoa capaz de escrever um texto tão delicado e sensivel, só pode ser dona dessas qualidades também. Adorei, beijos

orvalho do ceu disse...

Olá, querida Ju
Tenha, em primeiro lugar, uma excelente noite de festa, com Elaine!
Curta tudinho e sinta-se feliz e abençoada como FILHA MUITO AMADA DE DEUS QUE SOMOS...
Me sinto assim também: amada, perdoada, chamada e enviada...
Um super bj e um carinhoso abraço festivo de paz.
Sua vida, por sua causa, tem muito ritmo ao que me pareceu. Legal!!!

Lia disse...

Ju adorei! Fiquei até emocionada...
Apesar de ser na terceira pessoa (para se distanciar do texto) ... ele revela muito de vc!!!
Esqueceu de dizer que...
Alegra meus dias através desta janelinha...
Que alegra minhas semanas (malucas) com e-mails que me fazem mtttt bem!!!! Que escreve historinhas açucaradas como ninguém.
E que diz “manero” como só um bom carioca consegue fazer!! Rsrs
E claro... Apesar de tentar manter uma fama de má... é docinha, docinha.... romantiquinha....hehe

Luciana Matos disse...

Juuuuuu
Que bom conhecer mais um montão de você!
Amei teu texto!
bjo

Sonhos & melodias disse...

Jú! Acho que já posso te chamar assim não é mesmo? Lendo seu texto poético, lírico, tocante, me senti tão próxima de você que já me sinto ...amiga! Parabéns e olha, esqueceu-se de uma virtude maravilhosa que tem: seu dom para escrever. Maravilhoso!
Bjs

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Juliana.
Delicioso post, sua participação foi ótima. Adorei esse estilo que vc tem de escrever,como se estivesse falando com quem te lê.
E a sinceridade que senti foi ótima.

gostei!
boa semana

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

e fiquei emocionado tb. um dos que mais gostei até agora na blogagem coletiva.
bjs

Vanessa disse...

Juliana, seu texto foi mesmo um exercício de auto conhecimento. parabéns. Gostei muito dessa blogagem coletiva, pois me permitiu conhecer gente muito interessante e ler lindos posts como o seu.

Abraço

Telma Maciel disse...

Ju, vou te contar... primeiro achei super divertido e super me identifiquei. E aí depois... foi aquela coisa de emoção mesmo! É por isso que valorizei pra caramba esse desafio da Elaine. Pq é isso que ele é: um DESAFIO! A gente, sem querer, descobre um bocado de coisas assim, escrevendo despretensiosamente.
Tô com o Alexandre, foi um dos posts q mais gostei até agora! Tô no início, mas... sei lá! Gostei demais!!!
Beijo!

ValLindinha disse...

Adorei! Mostrou a doçura e o bom humor, que você tem SIM!
Obrigada por seu comentário no meu "postinho"

Valéria Russo disse...

JU,,,,
EU ME EMOCIONEI COM TEU TEXTO E IMAGINO QUE VC DEVA TER AFOGADO O TECLADO...KKK
MUITO BONITO ISSO TUDO QUE VC EXPOS.
ME IDENTIFIQUEI NOS GESTOS LARGOS E EM DERRUBAR TUDO, SOU ASSIM TB.
MAS NO FUNDO GOSTO QUE ME CHAMEM DE MALUQUINHA, AFINAL POR TRAZ DO PALHAÇO HA SEMPRE UMA GRANDE HISTÓRIA DE VIDA E SUPERAÇÃO...NÉ????
FOI UM DOS QUE MAIS GOSTEI ATÉ AGORA..
NÃO GOSTO DE PELÉ MAS ADOREI VC!!!!
BJUIVOS NO CORAÇÃO.
LOBA.

Giuliana: disse...

Oi Ju!
Nossa, amei seu post, a maneira como você escolheu escrevê-lo.
Muito cheio de emoção e sinceridade, fica explícito em suas palavras.
Prazer enorme vir aqui conhecer um pouquinho de você.
Beijos.

Cíntia Mara disse...

Ficou lindo, Ju!
Interessante sua idéia de falar em terceira pessoa. Apesar que, no dia a dia, eu acho muito irritante quem faz isso, hahaha.

Bjo

Annie Adelinne disse...

Ei, Ju.. você tem bossa de qualquer jeito! Eu imagino que quem tem um papo gostoso desses no 'virtual', 'ao vivo' deve andar rebolando. Não daquele jeito feio e vulgar, mas daquele jeito de quem acha que a vida é bela e nada importa mais do que ser feliz.

Fábrica dos Convites disse...

Oi Ju, que post maravilhoso, leve, gostoso de se ler. Parabéns. Bjs, Rose.

VaneZa disse...

Eu adorei você ter escrito na terceira pessoa. Ficou muito legal... E você se impressionou com você mesma, não?

BeijoZzz

Rogério Pereira disse...

Pelo que vi aqui
Estar junto a si
É grande previlégio
Eu diria que é
Já um prémio
um sortilégio
Eliane nos juntou
Em Portugal diz-se
Diz-me com quem andas
Dir-te-ei quem és

Se estou agora em sua companhia
Serei boa pessoa
Boa?

LUFE disse...

Ju,

Vim te dar os parabens.
Para nós, né?
Achei seu texto lindo, emocionante.
Achei maravilhosa a sacada de falar na terceira pessoa.De fora a gente vê melhor, e como foi dificil essa tarefa da Elaine.Olhar atraves do espelho é facil, o complicado é avaliar a imagem que vemos, nua e crua.

bjo

Valéria Russo disse...

JU...
IMAGINO OS SALTINHOS QUE VC DEVA ESTAR DANDO POR SER UMA DAS FINALISTAS..RSR
PARABÉNS.
BJUIVOS NO SEU CORAÇÃO E BOA SORTE.
TENHA UM FDS MUITO FELIZ.
LOBA.

Esplendor da criação. disse...

Oi menina seu texto sim é uma fina flor,maravilhoso. Parabéns marece ganhar. Bjus.

Ioly a dona do verdades... disse...

Essa blogagem coletiva trouxe-nos um monte de gente linda para mais perto.
Adorei docinho, vou te seguir lá do verdadesdemae.blogspot.com, passa lá também.
bjk

Lidia Ferreira disse...

Parabéns Ju adorei seu texto
boa sorte
bjs

Gi. disse...

Apenas... VOTADO!
Parabéns e boa sorte!
;) bjs***

Vívian Fonseca disse...

Jú, lindo e emocionante é pouco...afinal vc esta na final por merecimento mesmo viu.
Parabéns e boa sorte!
Gostei d+ do teu blog.
Bjs
PS: Esta fina flor é finissima de fato e é a minha preferida.

Bruna Baasa disse...

Juh, tentei acessar o historinhas açucaradas mas diz q agr é só por convite, aí vim aqui( de metida) pedir pra vc me convidar pra ler.