terça-feira, 9 de novembro de 2010

Quase uma Becky Bloom

Eu precisava comprar um telefone aqui pra casa, mas a Casa e Vídeo fica muito próxima à Nobel, daí não resisti. Voltei pra casa com:

1 aparelho de telefone
1 deliciosa pizza marguerita na barriga. ( pizza deixa a gente bem alegre,né?)
1 exemplar de Noites Brancas e outras histórias, do Dostoiévski.

Não, não fica aí achando que eu sou besta,tá? =p É que, há muitos milênios, tentei ler Crime e Castigo, mas o livro me venceu. Alguns milênios mais tarde, tentei  O Idiota; fui vencida também. Agora,decidi fazer uma nova tentativa com autor. Vamô ver no que dá!

Mas sabe qual que eu queria meeeeesmo?  Perto de Casa, do mesmo autor de Pedaço do meu coração. Só que me recuso a pagar 52 reais  nele, me recuso!

Eu também queria uma impressora, uma bolsa que está além dos poderes do meu cartão de crédito, um gloss lindo que a moça da Contém 1g quase me convenceu a comprar  (eu não gosto das moças da Contém 1g. Elas parecem   ter recebido treinamento na Fofolândia  e te fazem gastar rios de dinheiro na base da fofice que parece espontânea ),  toooodos os boxes de Friends naquela caixa liiiiinda,  uma passagem só de ida pra algum paraíso perdido,um carro com motorista, um helicóptero, uma montanha-russa e a  paz mundial.

Ainda bem que  eu sou amiga do Papai Noel...=p

R.S.: A quem interessar: A casa do Sono, o livro que estou lendo no momento, é  de dar vontade de roer as unhas.

6 comentários:

Palavras Vagabundas disse...

Juliana, vim retribuir a visita!
Com certeza voltarei mais vezes.
abs
Jussara

Cheshire cat disse...

O único Dostoiévski que eu li foi "O jogador". Adorei.

Minha leitura anda tão atrasada que dá até vergonha...

Cíntia Mara disse...

Ah, Ju, você é muito exagerada! Becky Bloom se sentiria ofendida ao ser comparada com uma pessoa que compra... um telefone, uma pizza e UM livro. Eu não consigo comprar UM livro. Deve ser por isso que tenho 50 na fila :-P

Borboletas nos Olhos disse...

Olha, quase morri de rir quando vi a referência á becky, logo me lembrei de quando ela resolve economizar comendo em casa e compra zilhões de coisas (acho que até uma panela de bronze)...
Você tem razão de insistir com Dostoievski, meu preferido é "Os Irmãos Karamazov"...
Bjs

Juliana disse...

Jussara, ei, obrigada por aparecer por aqui. Adorei mesmo seu blog. Quero um igual quando eu crescer. hehehe


Cheshire,eu tenho um monte de livros abandonados. Morro de vergonha do quão pouco eu leio. Vou anotar a dica do livro. Não sei por que o Jogador, me lembrou o Estrangeiro, do Camus.

Cíntia, eu gastei muuuito dinheiro nesse dia... kkkk e já tinha comprado três livros na mesma semana.

Ei, Borboleta! Eu quero muito ler Irmãos Karamazov.
Assim que entrei na faculdade e pirei com a biblioteca, cismei que iria ler tudo que tinha lá, mas ne mtudo dava pra ser lido do jeito que eu queria. Crime e Castigo me deu uma surra. Eu esperava uma coisa e o livro era outra. Acho que agora dá pra ler.

Débinha disse...

Se você tem vergonha do pouco que lê, eu não deveria nem existir porque ultimamente não to lendo naaaaaaaaaaada! Só coisas da facul e OLHE LÁ! hahaha