sábado, 18 de dezembro de 2010

Coração do Agreste

Nunca estive no agreste; só li um livro do Jorge Amado e não gostei; não sei qual é o sabor de regressar; ainda não amei homem nenhum;  eu era muito pequena quando Beth Farias balançava os lenços de Tieta.


Mas faz dois dias que essa música não sai da minha cabeça:







"Regressar é reunir dois lados
À dor do dia de partir
Com seus fios enredados
Na alegria de sentir
Que a velha mágoa
É moça temporã
Seu belo noivo é o amanhã
Eu voltei pra juntar pedaços
De tanta coisa que passei
Da infância abriu-se o laço
Nas mãos do homem que eu amei
O anzol dessa paixão me machucou
Hoje sou peixe
E sou meu próprio pescador
E eu voltei no curso
Revi o meu percurso
Me perdi no leste
E a alma renasceu
Com flores de algodão
No coração do agreste
Quando eu morava aqui
Olhava o mar azul
No afã de ir e vir
Ah! Fiz de uma saudade
A felicidade pra voltar aqui






Ah, Fafá, precisa cantar tão bonito assim?




Ainda serei meu peixe e o meu próprio pescador. Serei!

4 comentários:

Palavras Vagabundas disse...

Juliana,
sou paraibana e minha família do sertão! Adoro a música. "Regressar é reunir os dois lados"...lindo.
Não sei qual livro de Jorge Amado você leu... mas já fiz um post falando de um livro dele que é urbano, esqueça as novelas, os livros de Jorge são prazerosos.
abs
Jussara

Juliana disse...

Ju, li Seara Vermelha há uns dez anos e toda vez que penso nele só consigo comparar negativamente com Vidas Secas.

ô, fala que é paraibana não, porque eu tenho um fraco pelo Nordeste, pelos sotaques daí. De 2011 não passa. Vou escolher um dos cantos do nordeste pra visitar.
beijo

Borboletas nos Olhos disse...

Vem pro Ceará, vem, vem, vem..ou melhor, vem pra mim que nós vamos de Fortaleza a Mossoró passando por Canoa Quebrada....aposto que num tem proposta melhor. E eu gosto tanto desta canção...fico com os olhos rasinhos, rasinhos...

Thais Moura Shoes disse...

Chique demais!!

http://thaismourashoes.blogspot.com