segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Um post bobo escrito por uma pessoa chata

Sabe o amigo oculto? Então, ganhei um monte de presentes. Pra ser mais exata 4: um do amigo oculto do ano passado, um da ex-amiga oculta desse ano, dois da amiga oculta.

A amiga oculta desse ano é aquele amiga perfeita, aquela pessoa que você diz: " Existe mesmo?". Porque não é muito justo que uma mulher seja  tão esperta, tenha uma pele tão bonita daquelas e um sorriso meio ofuscante e ainda  te dê os melhores presentes. É, no meu niver, a amiga oculta deu um jeito de fazer uma cópia exata do livro de aventuras do Up - Altas Aventuras. Não entendeu? Ah, gente, por favor, veja Up. Sério! Veja!  Eu fiquei uns dez minutos chorando depois que o filme terminou e mais uns dez minutos sem palavras depois de ganhar o meu próprio livro de aventuras.

Ontem, recebi um balde enorme para pipoca, a décima temporada de Friends e fotos lindas. Só que nada disso veio assim simplezinho ,embrulhado e pronto. Teve uma breve imitação de programas de venda na tevê, sorteio só com o meu nome, nossas fotos substituindo as fotos dos atores na capa dos dvds.

Uma outra amiga diz que ganho um monte de coisa assim porque sou mimada e fico perturbando a vida de todo mundo antes da entrega dos presentes. De fato, fico fuçando as embalagens dos presentes só pra ver qual vou querer ganhar. Claro que uso minha condição de  filha única criada com a vó para justificar minha ânsia pra ficar com o embrulho mais lindo. É, já que o estigma de filha -única -mimada me acompanha mesmo depois de velha,velha, me aproveito bem dele e fico lá falando: " Ah, sei que o meu presente é esse que tá nessa sacolinha branca com bolinhas vermelhas. Ah, tãooo linda! Eu quero!". 

Já os presentes que dei não agradaram tanto. Sou péssima pra presentes, ainda mais se não conheço muito bem os gostos da pessoa. Meu amigo oculto "semigostou" dos filmes, mas fiquei meio decepcionada depois que a minha ex-amiga oculta disse que As Bicicletas de Belleville é muito chato. Ah, eu escolhi esse com a certeza de que meu amigo, um fã de animação, iria amar... 

***
Daí que hoje sentei pra ver  a décima temporada de Friends. Não deveria ter feito isso, porque tá calor, minha pressão tá 11 por 6, passei o dia cumprindo burocracias escolares, precisei me obrigar a ir até o trabalho e meu humor  parece estar influenciado pelos hormônios  - ou talvez pela lua cheia, vai saber. Fato é que choro vendo a décima temporada de Friends. Era pra rir, eu sei. Tem um monte de coisa pra rir lá, mas eu choro porque tá acabando, porque o casamento da Phoebe é lindo, porque Ross vai atrás da Rachel, porque os gêmeos nascem, porque...

Hoje, acho que surtei de vez. Vi o episódio em que Monica e Chandler compram a casa e garantem ao Joey que ele terá um quarto só dele na casa nova. Pronto! Foi o estopim. Cheguei à conclusão de que não sou mais a Monica; eu sou o Joey.

Sempre achei que  se eu tivesse que ser um dos friends, seria a Monica. Não tenho aqueles olhos azuis, não sei cozinnhar perus e  cookies, mas  me afinizo tanto com aquele jeito enlouquecido de ser da Geller. Só que me dei conta de que sou o Joey.

Já vejo os amigos construindo quartinhos pra mim em suas casas. Assim será minha velhice.

***

Eu avisei que o papo por aqui  tá bobo ( mais do que o habitual)

Parte dessa bobice toda  se deve a um capítulo de Amor Líquido, do Bauman. Cês já leram? Não sei pra que fui comprar esse livro. Não  faz bem ler sobre a fragilidade das relações, sobre " a insegurança inspirada por essa condição estimula desejos conflitantes de estreitar esses laços e ao mesmo tempo mantê-los frouxos". Não faz!

Ô, agora vou ali comer e olhar a lua.

Já olharam pro céu ? A lua tá um escândalo.




6 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Menina,
que lindura de post! Primeiro, minha lua aqui também tá doendo de tão bonita. Segundo: eu também choro nessa temporada aí. Na verdade eu choro de vez em quando em algumas temporadas. Eu não tenho muita certeza, às vezes desconfiam que a Phoebe foi inspirada em mim, outras que eu fui inspirada na Rachel, mas ultimamente eu penso que seria o Ross. Professora, nunca me dou bem mas tenho lá meu carisma, heheheh

E que fofa essa sua amiga, viu? Você merece pessoas especiais assim na sua vida. Bjs

Cheshire cat disse...

Olha, desculpa, acho que alguém que não gosta d'As Bicicletas de Belleville tem pobrema, hehehe.

Brinks. Mas estou pra ver animação mais linda, sério. Amo.

Juliana disse...

Cheshire, são 2 votos contra um agora. Um outro amigo meu tb amou, disse exatamente o que vc disse.

Eu ainda não vi, mas escolhi esse filme só de ler a sinopse na capa do dvd. Vamos ver o que meu amigo oculto dirá!

Borboleta, eu fiquei aqui te imaginando metade rachel, metade phoebe. ah, esqueci o Ross. Você ,recebendo avalições que são verdadeiras declarações de amor, não pode ser uma professora como o Ross. Duvido. kkkk

Lia disse...

Ju vc ta lendo Bauman??

Li pra facul, adorei... mas dói, dói... pessoas açucaradas nao devem lê-lo.

Luciana Matos disse...

Bauman, Bauman...
Desiludir românticos:
Trabalhamos com.

rs!

disse...

Eu nunca vi friends.