sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Senta que lá vem ....

... romantiquice!

Não tenho nada de útil pra dizer, então vou  fazer de conta que o Fina Flor é igualzinho ao diário que eu tinha aos 14 anos e escrever nele  versos  de musiquinhas de amor.

Diabéticos e não românticos de plantão, essa é a hora de dizer adeus!


"(...)
Na pele braile prá ler
Na superfície de mim
Milímetros de prazer
Quilômetros de paixão...
Vem pr'esse mundo
Deus quer nascer
Há algo invisível e encantado
Entre eu e você...
"
( Alma e matéria - Arnaldo Antunes)
*********
"(...)
E eu num galho do sol
Que nem passarinho
Que nem passarinho
Desvanecida de amor
Cor de carmim"
( Zé - Vanessa da Mata)
***********
" (...)
Se entornaste a nossa sorte pelo chão
Se na bagunça do teu coração
Meu sangue errou de veia e se perdeu
(...)
Não, acho que estás te fazendo de tonta
Te dei meus olhos pra tomares conta
Agora conta como hei de partir."
( Eu te amo - Chico Buarque)
*******
"Ah, se eu soubesse aonde se esconde
Quem nunca aparece
Tá sempre tão longe
Hoje eu li no céu o teu nome
Eu quero tudo dessa madrugada
Deixa a luz acesa
Pra tua chegada
Há um carrosel de todas as cores
Nada me espanta
Sou quase feliz
Eu sempre pergunto
Você nunca diz
Se é assim o amor
Sempre por um triz"
( O fundo do coração - Paralamas do Sucesso)
*********

"(...)
Há no seu olhar
Algo que me ilude
Como o cintilar
Da bola de gude
Parece conter
As nuvens do céu
As ondas brancas do mar
Astro em miniatura
Micro-estrutura estelar"
( Seu olhar - Gilberto Gil)






2 comentários:

Luciana Matos disse...

Adoro romantiquices!

Ah, a parada do RJTV eu conto no blog qq dia desses! rsrsrs!
Beijosssssssssssssssss

Aline M. Gomes disse...

Na bagunça do teu coração, meu sangue errou de veia e se perdeu.... tava ouvindo essa música essa semana mesmo kkkkkk Lascou tudo!!!