segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Brincando de resenhar - Kafka e a Boneca Vajante

Descobri uma pequena pérola na biblioteca da escola :Kafka e a Boneca Viajante, do espanhol Jordi Sierra i Fabra.

 A companheira do Kafka, Dora  Dymant, revelou que o escritor , certa vez, encontrou uma menininha chorando porque tinha perdido  a boneca. Kafka, para acalmar a garota, inventou  uma história: a boneca tinha  viajado  e ele , um “ carteiro  de bonecas” tinha em seu poder uma carta enviada por ela. Essa é uma história real que despertou o interesse de estudiosos da obra do escritor, transformando as cartas em uma espécie de tesouro perdido. Como as cartas verdadeiras nunca foram  encontradas,  Jordi Sierra  decidiu recriá-las nesse livro lindo. Eu disse lindo? Lindo, doce, fofo, delicado, mágico, poético.

O Ministério da Cultura espanhol premiou o livro  como a melhor obra infanto-juvenil de 2007. Eu acho que Kafka e a Boneca Viajante é um livro que precisa ser lido por quem tem coração, ou seja, por todo mundo. Talvez  adultos fiquem um pouco ressabiados com a amizade entre uma garotinha e um homem. No iniciozinho, eu não parava de me perguntar onde tinha se enfiado a mãe ou  o pai da pequena Elsi, mas esse  meu olhar de adulta  do século XXI foi logo suplantado pela doçura do texto.

Ah, gente, não sou nada boa nesse negócio de resenhas,não! Então, ó, fica a sugestão: se esbarrarem com esse livro por aí, agarrem-no rapidinho. Dá pra ler numa tarde e cês vão ficar leves , leves.

Um trechinho:
“ Um dia , quando eu deixar de lhe escrever, nós duas vamos saber que nunca chegaríamos tão longe  uma sem a outra.Viveremos cada uma na memória da outra, e isso é a eternidade, Elsi, porque o tempo não existe além do amor.Sei que você chorou quando fui embora.Mas quero que cante e pense sempre que o futuro não é um problema a resolver, mas um mistério a descobrir. Há lugares no mundo que transformam as pessoas (...).Espero que as pessoas nunca cheguem a mudar esses lugares. Do fundo do meu coração, nessa noite estrelada, penso muito em você e invejo o que a espera.”

P.S.: A editora é a Martins Fontes.

3 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Meu orçamento não aguenta vir te visitar...eu queeeerrroooo!

Palavras Vagabundas disse...

Gostei da dica, não conhecia esse livro e vou atrás para ler.
bjs
JUssara

mila disse...

linda passsagem, aguou os olhos