domingo, 31 de julho de 2011

Não sutil

Sutileza é coisa pra se admirar, eu acho. Tão lindo quem sorri macio, escuta quieto, nunca agride, nunca devasta, nunca descamba com tudo. Bonito isso de respirar antes de falar, de reagir na mesma medida da ação recebida, de pensar, só pensar um pouquinho antes; um cadinho de pensamento já basta...

Nós, os não sutis, temos um universo de boas intenções, geralmente não planejamos causar balbúrdia. Nós, os não sutis, somos gente de bem, acredite. É que nós somos mesmo assim, mesmo que tentemos, por mais que nos esforcemos, em alguma hora, a não sutileza escapa pelos nossos lábios precavidamente selados e ... ops...

Se existisse uma nossa senhora da sutileza, eu seria devota dela.

6 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

Eu rezava um erço por dia pra ela, valei-me N. S. das Sutilezas...mas ela me ignora.

Aline M. Gomes disse...

kkkkkkkkkkkkkk

Certo!

Felipe Fagundes disse...

Sério, Ju (intimidade é uma tristeza, né?), seus textos são ÓTIMOS!

Laís Doce disse...

Concordo com o Felipe!!
Nós pessoas não sutis né Ju?! Aiai

Lia disse...

Leve, doce e sincero... lindo Ju! Quando crescer vou ser assim!

Miriam disse...

Adorei, Ju!