domingo, 28 de agosto de 2011

Dizem que  casa é aquele lugar onde está o seu coração. Já achei o meu lar.





Não sei decidir se o melhor é chegar. Você vai caminhando devagar cansada de carregar mala e, ops... todo aquele verde, todo aquele céu,todo aquele horizonte desabam sobre você. Você se encharca de tanta beleza. Até as conchinhas de Búzios são as mais lindas.

Talvez o melhor seja estar. O vento entranhando areia no teu cabelo, joguinhos de buraco em sofás coloridos, closet mágico, a casa cheia de espelhos, mousse à espera do anfitrião tardio, redes e varandas, pizza no restaurante do papai noel e do pinóquio, picanha da boa, a incrível arte da não sublimação, as 137 fotos da Bardot.


E como é preciso partir, melhor que seja com Adele, em fones de ouvido compartilhados.


Melhor mesmo, quer saber, é ter olhos e memória, pra olhar e não esquecer. Bom também é ter dentes. Pra sorrir e sorrir.








4 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

Que lindo que é. Eu também já achei minha casa, mas acho que só vou visitá-la de dez em dez anos.

Cíntia Mara disse...

Meu coração é dividido entre BH e RJ. Semana que vem conhecerei Búzios. Será que deixarei um pedacinho dele lá?

Bjos

PS: Bora pra Petrópolis com Rute e eu no dia 7?

Rita disse...

*suspiro*

Ai, ai...

*suspiro*

Rita

(o comentário não foi profundo, mas os suspiros...)

Lia disse...

Ohhhh Ju!!!

Bem, nem vou repetir que preciso ir pra lá logo né?! rs