terça-feira, 2 de agosto de 2011


Você toca a ponta do meu cabelo. Não vou sorrir, não pretendo sorrir. Pra que sorrir se nada é engraçado? Mas fecho os olhos e o sorriso escapa.

Meus sorrisos gostam de você.

Um comentário:

Telma Maciel disse...

Ain... q graça! Às vezes isso acontece mesmo e é tão gostoso...