domingo, 2 de outubro de 2011

Combo: love story e aquele que sei de cor

Eu já ia me esquecendo do meme... 

Minha história de amor favorita? Só me vem à cabeça agora Raul e Saul, do conto Aqueles Dois, do Caio Fernando Abreu. Juro que eu já chorava com o Caião bem antes de ele virar conselheiro sentimental no facebook.  



Ah, sim, se não estou enganada, o conto está em Morangos Mofados. Nesse mesmo livro, há contos melhores, mas meu coração se encantou muito pelo Raul e pelo Saul.

***

Livro que sei de cor? Piada! Não sei nem o número dos meus celulares de cor. Mas finjamos que algum dia decorei alguma coisa na vida, ok? Eu já soube de cor ( não sei mais) a cena de amor entre Jesus e Madalena em Evangelho segundo Jesus Cristo. E não, não fiquei apavoradamente assustada com o livro, apesar de ser cristã. É só ficção. Das boas. Ô livro bom!


Um comentário:

Luciana Nepomuceno disse...

Aii, Morangos Mofados. Eu sei de cor o começo do meu mais querido texto do Caio: "Como você sabe, dirás feito um cego tateando, e dizer assim, supondo um conhecimento, faria quem sabe o coração do outro adoçar um pouco até prosseguires, mas sem planejar, embora planejes há tanto tempo..." (só sei até aqui). Chama-se Natureza Viva e me tira o sono desde a primeira vez que li...