sábado, 12 de novembro de 2011

My Girl

Se passar a noite de sábado com a minha amiga Vada é derrota, quero morrer perdedora:




Só a Vada me entendeu durante anos. Também já fui ao médico certa de que teria poucos meses de vida. Até os 13 anos, eu tive certeza de que  ia morrer do mesmo câncer que matou o meu avô. Daí , um dia, finalmente, meu pai me contou que o câncer tinha sido na próstata.


E eu bem queria uma bicicleta com fitinha penduradas no guidom.

4 comentários:

Cíntia Mara disse...

(testando comentários pelo celular) AMO!!! Sempre que leio/ouço "próstata", me lembro da Vada. Legal, agora me lembrar de você também, kkk.

Deise Luz disse...

ai, que post fofo. eu amo meu primeiro amor!

com treze anos eu estive certa de que tinha câncer de mama e ia morrer, rsrs.

Karine disse...

Esse filme é um dos mais lindos que já vi...
saudades de vê-lo de novo!!!

Mari disse...

É o filme mais marcante da minha infância, sem dúvida.

Amo a Vada eternamente.