sábado, 25 de fevereiro de 2012

Saldão de carnaval

1- Uma pele absurdamente preta. ABSURDAMENTE. Tudo culpa de um protetor solar fracote. FPS 15 nunca mais!

2- Cadê o castanho dos meus cabelos? CADÊ? Tô quase um Curupira! Eu sempre uso chapéu na praia,  mas fiz o favor de deixar meus chapéus em casa e me recusei a dar 30 reais praqueles vendedores de praia. Muquiranice: nós praticamos! ( Tô aceitando diquinhas de creminhos, receitinhas, poções mágicas capazes de dar um jeitinho no meu cabelo.)
3- Pela primeira vez na vida, usei um banheiro químico. Não tenho palavras pra essa experiência. Eu sou fresca, gente! Muito mesmo, fresquíssima, tão fresca que nunca sinto vontade de fazer xixi na rua pra não ter que enfrentar banheiros melequentos. Mas ,dessa vez, fui vencida pelo meu organismo e me vi obrigada  a atravessar aquela porta azul. Ok, ok, vamos mudar de assunto!

4- Descobri as manhas pra se dividir, com muito sucesso, casa de praia no carnaval: 
a) deixe que meninos tomem conta da cozinha. Pelo menos, os meninos que estavam comigo foram os melhores cozinheiros do mundo, e todo mundo sabe que é mais fácil ser feliz com barriga cheia de comida boa.

b) nunca use aqueles colchonetes infláveis. Nunca! Nunca mesmo! Durma no chão duro, durma numa rede, durma em pé, mas não compre colchão inflável. Suas costas vão agradecer.

Não acredite em propagandas. Ela não tirou essa foto depois de passar oito horas sobre esse moedor de colunas.

c) divida uma casa  grande com os amigos legais da sua grande amiga. Você terá uma certa garantia de que está em boa companhia porque sua amiga tem bom gosto pra amigos, né? E haverá também o bônus de você não participar dos conflitos porque não conhece as intimidades do grupo e é tratada como uma visita querida.  O problema é que no ano seguinte terá de procurar um outro grupo, porque depois de uma semana de convivência você acaba virando de casa e perde as mordomias.

5) Me perguntem quantos livros li nessa semana. Nenhum. Quer dizer, eu reli as partes legais de Trabalhos de Amor Perdidos numa tarde de cansaço e vontade de ficar quietinha e li a primeira página  de Paula e fim.

6)  MAR. MAR.MAR. SOL.SOL.SOL. AREIA.AREIA.AREIA. 

7) Uma dificuldade danada de vir embora. Uma dificuldade danada de vir embora. Uma dificuldade de vir embora. Já pode voltar?

8)  E pra terminar: cara, não vi desfile nenhum, mas digo desde já que é uma injustiça o Salgueiro ter ficado em segundo. ABSURDO.

7 comentários:

Aline Gomes disse...

hahahahaha
Desculpa, mas ri! Não tenho certeza, mas acredito que seu cabelo vai voltar à cor natural, provavelmente vc tem que fazer um zilhão de hidratações, mas meu cabelo tb tem disso, apesar de que aqui o coitado tá pálido que nem eu. Ah e FPS só de 30 pra cima, 15 não adianta nada.

O.o Graças a Deus que durmo em um colchão de ar que funciona hahaha não comprei colchão de verdade desde que fui atacada por aqueles malditos percevejos de cama.

Que diacho é um banheiro químico, mermã??????

Deise Luz disse...

Tava com saudade do seu blog! :)

Cíntia Mara disse...

Eu já usei banheiro químico e não é um momento que eu goste de ficar lembrando.

Tenho um colchão inflável, mas nunca usei. Comprei o de casal e sempre uso como "moeda de troca". Tipo: Eu só consigo dormir sozinha, então ou vcs me dão esse colchão normal de solteiro e eu deixo dormirem três no meu, ou dormem as três amontoadas aí enquanto eu tenho espaço sobrando. Sempre funciona, hahaha. Mas sabe que ninguém nunca reclamou? É só encher beeeeeeeeeem.

Pan disse...

Praia, quantas saudads eu tenho!
E mesmo com toda a canseira existente, pra sempre vai ser melhor que tudo!!
Beijos

Miriam disse...

Não me diz que esse colchão é assim tão ruim! Deussssss... acabei de comprar um!

adorei suas aventuras de carnaval!

beijo

Luciana Matos disse...

Oooooooie!
Quem bom que deu tudo certo! (ou quase) Tudo te um ânus, ops, um ônus amiga! Tanto frozô tinha que deixar alguma coisa de nhém, se foi só o cabelo, sinta-se no lucro porque da última vez que eu me aventurei em uma casa de praia com amigos saiu quebra pau, amizades desfeitas e vilania da pior qualidade! Um horror!
Hoje a gente lembra e ri muito mas na época foi flórida!
Sobre não ler os livros: "Eu, já sabia!" kkkkk
Liga não, você tem a vida toda pra lê-los!
Bom tê-la de volta!
Qq dia quando for à N.I. vou te escrever, de repente a gente come um podrão por lá!
beeeeeijo!

Luciana Matos disse...

hahahahahaha
Eu lembro que quando a gente foi à Arraial do Cabo pra ver as casas o corretor de uma das imobiliárias que a gente foi falou assim:
Tem uma casa óóóótima! Com uma vista liiiiiiiinda da praia!
Quando a gente foi ver era no pico de um morro que mais parecia uma favelinha e bem na hora tava rolando o maior quebra pau em um boteco que ficava em frente, cara a gente ria muito! Os meninos ficavam cantando aquela música da novela que tinha a favela da Portelinha:
"Eu acredito é na rapaziaaaaaada"kkkkkk
Foi hilário!
E a gente confiou tanto no cara que íamos alugar a casa sem mesmo ir até lá, na hora deu um insite e fomos, ainda bem!
Mas essas experiências são boas, parece que a gente tá no Big Brother!
bjo!