terça-feira, 20 de março de 2012

Amargurices

Em geral, eu evito falar mal de quem quer que seja. Não  é que eu seja uma santa. Muito pelo contrário. Na verdade, eu só me preocupo com a possibilidade de alguém depois jogar na minha cara que eu fui injusta ( e invejosa, e intrigueira, e  rancorosa) ao emitir minha opinião. Sou orgulhosa e feia, obrigada!Daí hoje eu acordei mal-humorada, amarga, azeda e doida pra falar mal de alguém, então pensei vou escoar toda a minha má vontade no blog. Vou encarnar o espírito da Patrícia e falar mal de uma pessoas tediosas com  as quais  tenho compartilhado algumas horas das minhas semanas. Pensei até em apelidinhos pra cada uma delas, bem no estilo do Te amo, porra. Mas eu sou covardona. Vai que esse blog tem leitores em esferas mais diversas do que eu imagino. Vai que alguém se reconhece nas descrições maléficas que eu faria. Vai que uma dessas pessoas tediosas estará me esperando com uma foice em mãos na próxima vez que terei de olhar pra cada dela. Prefiro evitar fadiga. No entanto, diante da necessidade de desafogar o ódio do meu coração, farei uma listinha das coisas com as quais tenho que conviver , todas ao mesmo tempo:

1- Gente que fala difícil: Ora, eu admiro quem tem muito a dizer, sabe pra caramba, domina o mundo com as suas palavras. Sou daquele tipo que baba quando alguém que saca muito começa a metralhar todo seu conhecimento. Agora, se o sujeito fala difícil mas fala exatamente a mesma coisa que eu diria e com ares de ser iluminado pelos deuses do saber, eu fico com ódio. Primeiro porque eu  sou lenta. Sou daquelas pessoas que precisam de um tempo pra entender as coisas e têm epifanias tardias 25 horas depois que ouviu alguma coisa. Então palavras difíceis só servem pra me confundir, e eu odeio ficar confusa por causa de bobagem.  Segundo porque eu tenho inveja da pessoa que consegue se articular tão bem ao ponto de impressionar toda uma plateia impressionável, falando simplesmente um mundo de obviedades. Gente que fala difícil é detestável, mas também tem seu valor. Mas, de qualquer modo, eu odeio quem fala difícil.

2- Gente que  diz que um livro complexo, estudado e criticado por deus e o mundo, é fácil, simples e autoexplicativo:  Deus meu, a pessoa não leu o livro.Tenho certeza. E afirmo isso  porque  ninguém mandou que a pessoa ou - qualquer um  dos outros presentes- lesse o livro. Mandaram que a gente lesse uma outra coisa, um texto menor, mais simples e ainda assim cheio de afirmações complicadas. A pessoa comprou o livro porque não entendeu o que foi pedido, disse que leu sabe deus por que, e eu  fico aqui cheia de ódio porque eu falei duas vezes pra pessoa que não era preciso comprar o livro e ela me ignorou. Ignorou. Deve ser por isso que tô com ódio: detesto ser ignorada.

3- Gente que  não sabe, finge saber e depois vem perguntar na surdina aquilo que fingiu saber:  Não sabe, não entendeu, fala em voz bem alta pra todo mundo saber - ou faz que nem eu, fica caladinha e tenta deduzir qual era o nome daquela pintor do século XVII do qual você nunca ouviu falar. 

4- Gente que não sabe usar a internet a seu favor:  Mentira, eu não odeio quem não sabe usar internet. Eu não sei usar internet. Quem sou eu pra julgar alguém? Eu, que jamais usei a minha conexão velocíssima pra baixar um seriadinho sequer. Eu, que pago minhas compras com boleto bancário porque esqueci a senha do internet bank e não sei usar os serviços de pagamento seguro. No entanto, se alguém me diz: toma aqui o link que eu uso, baixa da internet, entra no Scribd,  já fiz o trabalho todo pra você,eu ouço essa pessoa. Agora me diz: o que leva alguém a se dar o trabalho de fazer as coisas do modo mais difícil? Ok, é uma escolha. Agora, o que leva uma pessoa a fazer as coisas do modo mais difícil e alardear isso como se estivesse realizando o oitavo trabalho de Hércules? Faça escolhas difíceis, mas não faça alarde por causa delas, please. Tô pensando em fazer uma camiseta com essas palavras.

É isso! Coloquei pra fora todo amargor, posso voltar a respirar, posso voltar pro trabalho chatérrimo que eu tô fazendo, posso  chorar porque tenho que conviver com gente chata em vez de só ficar perto dos meus amigos perfeitos. 

Vocês aí que leram esse post até o fim, digam que eu tenho toda a razão, que o mundo é chatão mesmo, que eu sou linda, que  o sol vai brilhar, que o  Thiago Lacerda vai bater na porta da minha casa daqui a pouco.



2 comentários:

Luana disse...

Olha.. Deve ser alguma coisa relacionada com a chuva solar, porque ta louco!

Anália disse...

Ai, Ju! Obrigada, obrigada!

Vc me descreveu tão bem e tão bonito... Agora eu vou passar a dizer toda orgulhosa várias horas após ter processado algo, que tive uma "epifania tardia", hahaha!

Beijos,

Anália