sábado, 8 de junho de 2013

Hoje eu fiz um pouquinho das tripas coração.

Contei pro moço do táxi todas as minhas manobras pra estar ali e esperei que ele se espantasse com o meu plano de percorrer uma distância  tão grande pra ficar tão pouco tempo. Mas ele não se espantou e ainda disse:  as pessoas com quem você vai passar esse pouco tempo devem valer a pena. Valem ainda mais.

Eu não gosto de dias chuvosos; chuva é minha desculpa pra ficar em casa, se puder. Sempre que me vê desistindo de sair por causa de chuva e vento, minha vó diz: se tivesse que ir pro trabalho, você não iria? Então, se agasalha, pega o guarda-chuva e vai. Pois é. A gente se esforça pra tantas coisas que nem deixam a gente feliz. Por que não ter um pouquinho mais de trabalho pra tá perto de quem suaviza a vida?

E vejam só como são as coisas: você passa duas horas com amigos, comendo coisa boa, celebrando vidas que vão chegar, e todo o peso de uma semana dá lugar a uma alegria familiar e simples. Você come salgadinho, ri, amontoa docinhos numa sacola e a vida parece boa demais. 

E a vida é mesmo boa , apesar de.

A vida é boa, e amigos são uma festa.

***

Eu tenho a certeza de que a vida é boa mesmo, quando volto pra casa com a sobra do almoço soberbo que o amigo fez. Esquento a sobra pra janta, ponho a mesa, sento pra comer. E é como se eu nunca tivesse entrado no ônibus e voltado pra casa. As risadas, as provocações, o conforto tão ali misturadinhos com a batata, o requeijão e a linguiça. 

***
"Um bicho igual a mim, simples e humano 
Sabendo se mover e comover 
E a disfarçar com o meu próprio engano.

O amigo: um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minha alma multiplica..."

As duas últimas estrofes do Soneto do Amigo, do Vinicius de Moraes.

2 comentários:

Lisa disse...

Ai, que delícia de texto!

Lembrei de uma música do John Mayer que fala bem disso: The Heart of Life

http://www.vagalume.com.br/john-mayer/the-heart-of-life-traducao.html

Adoro!

Tati disse...

Ju, você tá inspiradíssima pra viver e escrever coisas bonitas :)
Sou a fina flor da preguiça também, mas não preguiça de ir até os amigos, mas preguiça do que precisa ver para ir até lá, como tomar banho, trocar de roupa, pegar ônibus, hahahahaha.
Vou me lembrar desse post na próxima vez que a preguiça me atacar. Vou me lembrar que vale a pena ;)
Beijos!!
Boa semana!