sábado, 13 de julho de 2013


A aluna  me chama no bate-papo no facebook e diz que não acredita que eu saí da escola.  Digo pra ela que eu também  não acredito ainda.

E começo a chorar.

***
Tava falando pra Silvana que minha vida tá parecendo aqueles brinquedos de parque que giram, giram, giram. Você tenta não ficar zonza, tenta focar num ponto qualquer, mas são tentativas inúteis. A graça do brinquedo é justamente  te fazer perder o eixo.

***

Eu tava na van,  ouvindo a playlist da semana no celular. Aquele tinha sido um dia mais calmo. Minha cabeça tava mais ajeitada. Eu tinha voltado a ser sensata. Daí sinto um baque forte no pescoço, uma chuvinha de caquinhos de vidros escorrega pelas minhas costas, ouço minha voz gritando bem longe.  Um ônibus bateu na traseira da van. Ninguém se machucou, não houve briga, as coisas se ajeitaram. Mas o susto... Que susto! Você tá lá deslizando tranquila pela estrada, cantarolando com o Luiz Melodia e ... Paf! 

Ainda não consigo descobrir  um jeito de descrever aquele momento em que meu corpo foi jogado pra frente, sob a pressão do impacto. Senti como se estivesse prestes a ser esmagada.

Detalhe:  vans nunca passam vazia àquela hora. Todo mundo que entrou na van tava surpresíssimo de que uma van estivesse dando bobeira na pista lateral da Avenida Brasil às 5 da tarde.

Outro detalhe: tava aqui escrevendo e me dei conta de que não falei da batida pra minha mãe. Esqueci. Falei agora  e ela tem certeza que minha dor na garganta tem a ver com o acidente.

***
Minha atual foto do facebook foi tirada na minha festa surpresa. Estou com chapéu de bruxa, cachecol com as cores da Grifinória e óculos de Harry Potter. A foto anterior foi tirada por Paulo Victor assim que  cheguei do desfile da Mangueira. Coloquei o chapéu da fantasia pra todo mundo ver, e Paulo Victor foi lá e tirou a foto. Não são fotos sérias, claro, mas são bonitas. Não dizem que a gente tem que botar foto bonita no perfil do face? A minha é bonita.

Aí um coleguinha me disse que preciso colocar uma foto mais séria no perfil, que é importante ter uma foto legal no perfil do face. Eu disse pra ele que da próxima vez coloco a 3x4 da minha identidade. Seriíssima.

***
Eu tô em processo de transição; saindo do confortável pro novo. Mudando de espaço. Aí eu achei o espaço novo todo feio e estranho. Falei pra todo mundo que o espaço novo era péssimo. Aí a Sueli disse assim:
" As paredes são de tijolinhos vermelhos? Nossa, iguais às paredes da nossa escola."

A escola em que estudei no Ensino Médio é toda feita de tijolinhos vermelhos, grades e foi um dos lugares que mais amei.  As salas tinham uma iluminação ruim, o chão era escuro, tudo bem escuro, mas  um monte de gente foi bem feliz lá, inclusive eu. Essa escola escura e de tijolinhos vermelhos me deu muita coisa boa, inclusive as melhores amizades.

Resolvi dar uma chance ao novo prédio de tijolinhos vermelhos.

***
Uma vez, o André me disse uma coisa que não esqueci. Ele tava participando de um processo seletivo e tinha contado pros amigos todos. Eu estranhei. Eu sou do tipo que só fala das coisas quando elas tão certíssimas. Perguntei pro André se ele não achava ruim que tanta gente soubesse do processo; essas pessoas ficariam decepcionadas se ele fracassasse.

E ele respondeu: -Se eu fracassar, pelo menos vai ter um monte de gente pra me consolar; é uma rede de apoio.

E não é que é mesmo assim? 

Sozinha, tudo fica mais maluco.

2 comentários:

Deise Luz disse...

Me abraça? Tô no meio de coisa nova também, e super confusa. No meu caso, não é nem só o lugar que é novo, é o trabalho mesmo. E não tô gostando, humpf. Quero aluno e sala de aula de volta. E a semana pra mim tá assim também: tô zonza, sem eixo. Enfim, tomara que as coisas melhorem pra nós. E uma curiosidade: cê não disse que não aceitava aluno no facebook? Mudou de ideia?

Beijos, Ju.

Lisa disse...

"A escola em que estudei no Ensino Médio é toda feita de tijolinhos vermelhos, grades e foi um dos lugares que mais amei. As salas tinham uma iluminação ruim, o chão era escuro, tudo bem escuro, mas um monte de gente foi bem feliz lá, inclusive eu. Essa escola escura e de tijolinhos vermelhos me deu muita coisa boa, inclusive as melhores amizades." - Ai, meu Cefet! Só de lembrar dessa lugar, o olho já enche d'água!

Espera! Vc passou pro Cefet?