quinta-feira, 18 de julho de 2013

Rita, a lua e o planeta

Ontem foi um dia de encontros. Encontrei  com a Rita, a Lua e Saturno. 

O primeiro encontro foi previamente combinado: Rita está no Rio, com a família; aí aproveitamos o ensejo, para nos vermos de pertinho. Saí do trabalho, coloquei de lado toda a timidez que toma conta de mim nessas situações ( vocês, pessoas da internet, me intimidam!) e fui lá pro Planetário da Gávea. A tarde tava bonita, minhas férias tinham acabado de começar, o trânsito tava bom, mas, apesar disso tudo, eu tava um pouquinho nervosa. Toda vez  que encontro alguém que conheço na internet,  penso as mesmas coisas: e se eu me sentir deslocada? E se não houver nada pra falar? E se a pessoa olhar pra minha cara e disser " Ah, tu é muito sem graça pessoalmente. Tchau!"? Delírio, fantasia, exagero, eu sei, mas eu fico nervosinha.Me compreendam.

Aí eu cheguei no Planetário e, claro, corroborando o que aprendi nas experiências anteriores com as pessoas da internet,  Rita apareceu falante, animada, simpaticíssima, calorosa, e todo o nervosinho se dissipou. E ainda veio acompanhada do marido tão simpático quanto ela e duas crianças absolutamente fofas. Quem lê o blog da Rita meio que já é automaticamente fã de Arthur e Amanda, mas, olha, a fofice e a graça desses dois, vistas de pertinho, são insuperáveis. Caí de amores! Agora, vou ler o Estrada Anil, ouvindo a voz da Rita. E é uma delícia esse movimento de conhecer alguém através dos textos da pessoas, depois conhecer pessoalmente e dar um novo significado aos novos textos, porque agora você conhece um pouco dos gestos, da personalidade, da vibração. O Estrada Anil, a partir de agora, terá ares  ainda mais solares pra mim. 

Mas, ô, Ju, e que papo é esse de encontrar a Lua e Saturno? É que, graças a uma conjunção dos astros,  Arthur precisou ir ao banheiro e no caminho até lá o marido da Rita, o Ulisses, descobriu uma sessão de observação do céu. Fomos nós pro terraço do Planetário, encaramos duas filas lotadas de crianças animadas e por fim vimos a Lua e Saturno, através do telescópio. Gente! É o máximo! Você entra numa construção parecida com um iglu de concreto, lá dentro está o telescópio - um coisa moderna controlada por controle remoto. Amanda foi a primeira de nós a usar a lente do telescópio e expressou com perfeição  o que a gente sente ao ver as crateras da lua: "Noooooossa!".  Ela disse ter visto até a pegada de Neil Armstrong.  Bem, eu só vi as crateras e uma luz linda - e aprendi que a lua é pequena, tem a extensão territorial do  Brasil... quer dizer, foi isso que entendi. E Saturno, Ju? Ah, Saturno é menos legal que a lua. Eu vi os anéis, vi as luas, mas fiquei com a impressão de que Saturno, visto do telescópio, parece um daqueles planetinhas de videogame antigo. Sou #TeamLua.

Resumo da ópera: eu só leio blogs legais, cujos autores são ainda mais legais.

P.S.:  A observação do céu só acontece às quartas-feiras, entre 18h30 e 19h30. Demos muita sorte.

5 comentários:

Rita disse...

Oinnnnn!!! Não foi o mmáximo?? Adorei nosso encontrinho apesar de todo aquele trânsito e da tensão dos arredores. Depois vi pela rede como a coisa foi feia no Leblon. :-( Mas vou guardar com carinho na memória nosso papo de ontem. Adoramos conhecer você! Um beijo!

Luciana Nepomuceno disse...

eu sou legal, eu sou (sissintindo e siachando)

e conhecer a rita e família é festa mesmo. gosto tanto de vocês que nem senti (muita) inveja ;-)

Maeve disse...

Ooonnwwww!!

Ti nindo!

Lisa disse...

Eu já fui no planetário uma vez com a escola. Entrei nesse iglu gigante, assisti um vídeo projetado no teto, mas não olhei pelo telescópio, que eu imagino que deva ser a coisa mais legal do negócio. Lembro de ter ficado decepcionada com isso na época.

Não tem um episódio de Friends que o Ross leva a Rachel pra conhecer o planetário de NY? Eles ficam nesse iglu gigante tb, né?

Daniela disse...

Eu, que ao contrário da Lu não sou boazinha, fiquei com muita inveja. E gostei mais do encontro com a Rita que com a Lua e Saturno :p