terça-feira, 22 de outubro de 2013

Criminal Minds: a série fofa

antes de ler: sempre que vejo o povo falando de seriados por aí, aparece um aviso sobre spoilers. Eu não tenho a menor ideia se as coisas que digo aqui podem ser consideradas spoilers. Não conto a solução de nenhum crime, não conto detalhe nenhum de episódio nenhum, esse post é pura zoeira, mas vai que aparece alguém que não gosta de saber de nada. Então: contém spoilers.


Minha mãe se preocupa comigo. Todo dia tem uma preocupação. A atual preocupação da minha mãe é que eu passo meu tempo livre assistindo a Criminal Minds,  um seriado policial cheio de cenas violentas, muito sangue e morte, muita morte. As pessoas morrem em Criminal Minds, morrem muito, morrem das piores formas possíveis. Quando um personagem aparece em cena, procuro não me apegar muito. Se a pessoa não for do elenco do principal,  a chance de ser fatiado em mil pedacinhos é grande. Além de morrerem, as pessoas em Criminal Minds  são atacadas no conforto do seu lar, enquanto jantam, tomam banho ou sonham em suas camas macias.Nenhum lugar é seguro pra um personagem do seriado. Mas, apesar das mortes e dos crimes horripilantes, minha mãe não deveria se preocupar tanto: Criminal Minds é uma série fofa, muito fofa.Hum, bem, eu entendo se vocês não concordarem de imediato com essa afirmação, minha mãe também não concordou, mas nada me impede de tentar convencer vocês.



As estrelas do seriado são agentes do FBI lotados numa unidade de elite. Os caras são especialistas em traçar o perfil de criminosos ( apavorantes) em série, são top de linha, muito qualificados, muito espertos, os caras. A gente sabe que um monte de gente fodona junto pode dar confusão, guerra de egos, essas coisas legais. Mas brigas, fofocas e intrigas não têm espaço na BAU, a equipe chefiada pelo bom pai/ bom marido/ bom chefe  Aaron Hotchner . Aquele pessoal se adora, vai ao cinema junto, janta junto, viaja naquele jatinho legal junto. Eles são convidados pra chefiar outras equipes e não aceitam porque preferem a BAU. Eles são obrigados a aceitar uma promoção e choram copiosamente. Eles apoiam uns aos outros,  consolam uns  aos outros. Ninguém fala mal de ninguém pelas costas, ninguém fica revoltado por ter de fazer horas extras. As patadas são perdoadas e compreendidas, os atrasos são perdoados e compreendidos, Garcia dá um chilique com o chefe e recebe elogios. Essas pessoas são colegas de trabalho de comercial de margarina. A BAU é o melhor lugar pra trabalhar, eu quero ser profiler do FBI também.

Agora vamos analisar a fofice individual:

 * O chefe:  Hotchner é todo sério e compenetrado, nunca se altera, nunca move mais que um músculo do rosto. Tem uma  esposa incrível, um filho liiindo, uma casa aconchegante. Tem total controle de seu trabalho,  lida bem com a chata da Strauss, viaja o país inteiro e ainda assim é um pai dedicado. Seus subordinados simplesmente adoram o cara, se preocupam com ele, e a recíproca é verdadeira.


 Vem ser meu chefe, Hotch!

*O Gênio: Reid, ou melhor, Dr. Reid, é um gênio, tem mil formações, uns 300 doutorados, guarda tudo na cabeça graças à sua memória fotográfica,  enche o saco de todo mundo com suas genialidades, mas todo mundo ( inclusive eu ) ama o Reid.  Spencer é gentil,  fofamente estranho. Tem empatia pelas vítimas, usa seus talentos com o objetivo de prender criminosos  perigosos. Sua vida pessoal parece ser a menos organizadinha, mas ele recebe de seus colegas o apoio e a proteção que uma família daria.


Vem me ensinar todas as teorias, Reid!




* A porta-voz:  JJ é a pessoa perfeita. Inteligente, articulada, equilibrada, doce, linda, com aqueles olhos lindos, com aquela voz linda ( amo a voz da JJ). Da sexta temporada pra cá, então, virou o suprassumo da perfeição. Não só continua maravilhosa, como virou a agente que salta, bate, atira, corre, prende, salva  o dia. JJ é a pessoa que mantém contato com as famílias das vítimas, então a gente sempre a vê sendo delicada, atenta, fofa. E pra completar: JJ tem o filho mais lindo que já vi em todos os seriados. Como não querer ter um Henry pra chamar de seu?


Vem tomar chá aqui em casa, JJ!


* A poderosa: Prentiss é diva. Prentiss nem está mais no seriado, mas a mulher é tão amada que a gente ignora completamente a sua substitua - até os roteiristas ignoram. Emily fala línguas que ninguém fala, Emily  tem o passado mais legal, Emily fez sacrifícios inimagináveis pra salvar uma pessoa inocente. Ela é inteligente, lê livros difíceis, é fã de ficção científica. Os cílios dela são enormes. Toda vez que Prentiss conversa com uma vítima criança eu choro.  É melhor eu parar de falar da Prentiss, antes que conte o que não devo contar. Mas, ó, muitos <3 pra Emily.



Vem me contar o segredo desses cílios lindos, Emily!


* A nerd:  O que dizer de Garcia? Ela é a fofurice de Criminal Minds corporificada. Garcia usa as roupas mais coloridas e loucas, atende o telefone feliz, paparica todo mundo, não consegue trabalhar "se alguém que ela ama não está bem". Ela é capaz de descobrir qualquer coisa sobre qualquer pessoa, sentadinha naquela sua salinha cheia de fofurice. Garcia se recusa a ver as fotos mais chocantes dos crimes, faz o grande sacrifício de se vestir como os pobres mortais só pra que a equipe não sinta o peso de ter um membro a menos. 3500 coraçõezinhos de amor pra Garcia!



                                                 Vem ser minha melhor amiga, Penelope!

* O famoso: Rossi é o melhor amigo de sua ex-mulher, financia uma investigação ilegal que salva um monte de gente com o dinheiro do próprio bolso, organiza o casamento mais bonito, dá jantares legais, oferece uma sessão de videogame a suas colegas estressadas, ajuda os colegas com a reforma de suas casas. Não sou muito fã de Rossi, mas, ah, como eu queria que ele fosse meu coleguinha de trabalho e me levasse pra jantar na casa dele.

                                                 Vem me dar festas de presente, Rossi!

* O mais gato de todos os gatos de todas as séries: Deixei por último o meu favorito. Claro que Morgan é meu favorito. Deveria ser o favorito de qualquer pessoa sensata. O homem é lindo, lindo, lindo, tem um sorriso lindo, uma voz linda, uma andar lindo, tudo de lindo. O primeiro episódio que assisti é um em que ele aparece só de toalha logo no início; foi uma excelente cena de boas vindas à série! Enfim, deixa  eu respirar fundo aqui antes continuar. Respirei. Morgan é, sim, um homem lindo ( é a última vez que digo isso), mas não só. O cara chama a responsabilidade pra si, é esquentadinho mas nunca ultrapassa os limites da ética. Os episódios focados no passado dele me fizeram chorar de soluçar. A família dele é toda legal, as irmãs dele são legais, a mãe dele é legal, a tia dele é uma fofinha. Derek é o cara que poderia ter dado errado, mas deu certo, muito certo. E ainda é todo protetor, atencioso. Ah, e, claro, protagoniza com Garcia os momentos " amigos também dizem eu te amo" mais fofos.


                                               Vem me chamar de Baby Girl, Morgan!



É muita fofice!

 E eu nem falei do Kevin e  dos personagens que aparecem em um episódio só. A verdade é que eu poderia passar posts e posts falando de Criminal Minds, mas passa de 1h da manhã e preciso dormir. Mas, antes, me diga: minha mãe não devia parar de se preocupar? hihihi



P.S.:Não vou citar  Elle e Gideon porque não os conheço bem. Até agora vi  a sexta, a sétima e parte da oitava temporadas e alguns episódios aleatórios, então não conheço bem esses dois, e ,pelos poucos episódios que vi, não fui muito com a cara deles.Também não vou citar a Blake, porque, né, ainda não entendi pra que o nome dela tá na abertura da série. Pra cês terem ideia nem lembro o primeiro nome dela.

P.S.2: Ó, isso de dizer que Morgan é o homem mais lindo de todas as séries é uma pequena licença poética. Ele é o segundo mais lindo. Todos sabem que o mais lindo é esse aqui. =p

P.S.3: Esqueci de dizer que o elenco da série parece se dar muito bem. Há um monte de fotos engraçadinhas deles:






10 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

Eu não sou sensata, meu preferido é o gênio cut cut. E eu gostava do Gideon. Já vi tudo e continuo revendo. Sua mãe pode se preocupar comigo também ;-)

Felipe Fagundes disse...

A série parece muito boa, mas tudo que você indica parece suspeito, porque o seu jeito de escrever é muito persuasivo. Você faz o tipo de comentário que ninguém mais faz! <3

Aline Souza disse...

Juliana, temos gosto muito parecido para serie (ok, eu gosto de um monte de series rsrs). Arquivo X e' amor eterno da minha vida. Tenho a colecao completa (mesmo a ultima temporada sendo terrivel), tenho os dois filmes (mesmo o segundo filme sendo terrivel), livros, camisetas, revistas, posters hahaha :) E amooooo Criminal Minds! Assisto desde o comecinho, e sou apaixonada. Sabia que mtos dos casos que eles investigam sao baseados em casos reais? Os bloopers deles no youtube e' mto legal de ver, pq mostra o qnto eles se divertem trabalhando juntos :) Bjss

Juliana disse...

Alineeeee, bate aqui, amiga! 0/ Tenho quase tudo de arquivo x tb, exceto as duas últimas temporadas e o segundo filme. Cara, me recuso a ver. Faço de conta que não existiram. Sei do que acontece nas últimas temporadas porque li sobre; não tenho coragem de ver os episódios.sou radical!Arquivo x sem mulder e scully não é arquivo x. kkkkk

Fui ver o segundo filme no cinema e quase morri do coração quando tocou a música-tema, aí depois veio a decepção. q filme ruim!

Ah, me falta uma camiseta tb. Nunca comprei!


Claro que já vi os bloopers de CM. São ótimos. Tô ficando muito, muito apaixonada pela série. não gosto nem de pensar que esses casos aconteceram mesmo.

ah, aline, vc já viu a série da Gillian Anderson, a The Fall. É muito boa. Achei que o povo tava empolgado só porque a GA tem uma legião de fãs ardorosos, mas o negócio é bom mesmo. Tem um quê de CM, pois a personagem da Gillian investiga assassinatos em série.



Felipe, vem assistir CM vc tb, vem!



Lu, acho Gideon muito chato, meio House. Rossi é mais simpático.

Reid é muito cute, né? Sou louca por aquele jeitinho de ele falar. hahaha

Vanessa Carneiro disse...

Criminal Minds é uma série muito boa. Eu sabia que a maioria dos casos eram reais, mas prefiro não pensar nisso.
Assiste Felipe. Vem ser um viciado em CM com a gente. :)

Aline Gomes disse...

Não me arrependo de ter começado a ver CM em ordem, quer dizer, só me arrependo pq agora tô mega viciada aí bagunça um pouco com minhas (ir)responsabilidades kkkkkkkk.

Baseado em casos reais OoOo Então as fotos que passam na chamada são de serial killers reais (percebi outro dia!!!).

Gosto de todos os personagens que já vi até agora (já estou na metade da quarta temp). Só fiquei com pena da Jordan (que tirou a licença maternidade da JJ) nem deu tempo pra ela se entrosar muito (pensei que ia rolar alguma coisa com o Derek).

Até agora achei a mulher do Hotch meio chatinha, mas como tu disse que vai acontecer alguma coisa com ela, então nem vou descer o sarrafo nela agora.

Uma das minhas coisas preferidas nessa série é que não vira suruba (todo mundo pegando todo mundo) como acontece numa certa série que não irei denominar pra não ser atacada pelos fãs kkkkkk.
Lembro que gostei muito de "Without a trace" no começo, mas aí começaram a acontecer umas coisas que... pfff nunca terminei de ver a série toda. Eu via qdo passava no SBT, "Desaparecidos".

Cara, gosto tanto do Reid que até já criei um fan-fic na minha imaginação onde ele conhece uma psicóloga que tb tem doutorado como ele e é super inteligente (quase gênia kkk) e daí eles ficam juntos, mas ela foi vítima de um crime como os que eles investigam, mas ela não quer que ele saiba, daí tem um monte de detalhes... Acho que vou escrever isso kkkkkk.

Fiquei surpresa quando vi o Rossi. Conheci ele antes na série "Joan of Arcadia" (série legal tb), ele é policial e pai da protagonista.

O ep que vi ontem fala um pouco da Emily, fiquei meio O.o Nunca que eu ia imaginar.

Enfim... A série como um todo me faz rir e chorar, e já me apeguei a esse pessoal.

Aline Gomes disse...

PS: Acho difícil o Gideon voltar, ele agora foi trabalhar na CIA lá em "Homeland" kkkkkk

Anália disse...

OI, Ju!

Só me resta começar a assistir CM.

Beijões,

Anália

Palavras Vagabundas disse...

Gosto muito de Criminal Minds, adoro a Garcia e Morgan é lindo.
Muitas das histórias são baseadas em histórias reais só que CM é mais focada na atuação real do FBI, enfim tem aqui mais uma fã.
bjs
Jussara

Aline Souza disse...

Juliana, minhas manias me fez ver tudo do Arquivo-X, mesmo as últimas temporadas. Vc n perdeu nada :( Putzz, a primeira vez que ví ot railer de que o segundo filme ia sair, quase tive uma taque hahaha no cinema, juro que os olhos encheram de lágrimas. Depois veio a decepção :( Eu assisti o primeiro episódio da nova série dela, mas esta na minha lista de séries para acompanhar hehehe Bjss