quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Ascendente

Sempre às voltas com o ir e ficar.

***
Ainda bem que existe quem diga: prioridades, Juliana, prioridades!
Outros verões estão por vir.

Mas tem horas em que bate uma urgência, como se nada fosse mais importante que o impulso. Bate também um medo: e se não houver?

Me imagino correndo e berrando pelo aterro, pelo desterro...

***
Uma aluna disse pra mãe dela que sou uma professora amorosa. Ninguém nunca tinha me chamado de amorosa antes. 

Amorosa. Amorosa. Amorosa.

***

Uma vez me disseram que tenho uma delicadeza que precisa ser adivinhada. Me disseram também ,  em outras circunstâncias,  que nunca se imaginaria que eu fosse tão sensível.

Eu mesma tantas vezes me sinto  uma fraude.

Aí me explicaram que é tudo culpa de sagitário.

Eu quero acreditar que seja mesmo.

3 comentários:

Chico Mouse disse...

Você parece ser bastante amorosa. Nem preciso te conhecer pessoalmente pra dizer isso. Basta ver o carinho que você tem pelos seus alunos, a forma como você conta as histórias aqui no blog. Mas não só isso: algumas coisas pessoais também. Essa é a impressão que passa...

Amorosa. Taí, gostei do adjetivo. :)

Juliana disse...

Ah, chico, é que na vida eu não sou tão suave quanto aqui. Na verdade, o blog me mostrou esse lado mais delicado que fica mais reservado.
às vezes, releio um post do blog e quase não me reconheço.

Chico Mouse disse...

Sério? Hahahah!! Bom, imagino que você deva ser uma pessoa muito paciente no geral (acho que tem que ter muita paciência para dar aula, ensinar, lidar com pessoas... crianças então? vishhh) Mas é engraçado isso... Tem dias que não me reconheço também.

Bjo