domingo, 8 de dezembro de 2013

Eu fiz planos de alegria pra hoje, mas  termino o dia triste. Levo mais tempo que todo mundo pra perceber que os encantos acabam. E detesto o que é feito só pra cumprir agenda. Detesto relações protocolares.

Não sei - e nem quero aprender- estar pela metade. A gente já  tem que aturar tanta chatice na vida, engolir sapos, conviver tempo demais com quem não importa, por isso eu prefiro o afeto e a inteireza. Eu prefiro os abraços inteiros, prefiro o aconchego. Porque, de superficiais e mornas, me bastam as horas perdidas no trânsito.

Eu pensei que o post de hoje seria alegre. Eu preferia que fosse. Tava acostumada com a alegria.

3 comentários:

livroseoutrasfelicidades disse...

Independente do tema ser tristeza, o texto está lindo e me alegrou por eu poder ler algo bem-escrito :-)

Felipe Fagundes disse...

Você escolhe as palavras tão bem. Independentemente do assunto, seus posts são todos lindos.

Também detesto relações protocolares.

Fernanda disse...

Eu vivo me repetindo, mas: seus posts... <3