domingo, 22 de dezembro de 2013

Acabouuuuu

Fériaaaaaaaaaaaaaaaaaaasssss!

***

Chegou ao fim o ano letivo mais hardcore. Comecei trabalhando em 2 escolas. A tradicional desorganização do meu antigo empregador me levou a trabalhar em 5 escolas em abril. Também em abril, tive que tomar decisões. Em junho, dois dias antes do meu aniversário, mudei tudo. Agosto foi mês de adaptação. Setembro exigiu um equilíbrio que não eu  imaginava que teria. Outubro foi triste. Novembro se arrastou. Dezembro testou os limites. 

No dia 19, ACABOU.

2013 foi extenuante, mas resgatou o meu prazer de estar na escola. 

De tudo que vivi profissionalmente esse ano, sempre me lembro de uma coisinha que ouvi com meus ouvidos biônicos de professora. Não foi dito pra que eu ouvisse, mas eu ouvi - a gente sempre ouve. Eu tinha acabado de explicar crase na turma mais irritante e mais legal que conheci. Tavam lá os adolescentes com aquelas caras de quem ainda não sabe bem o que entendeu; no meio deles, uma das meninas que jamais deu confiança pro meu jeito meio simpático/meio irônico virou pra colega e disse no que era pra ser um sussurro:
- Cara, eu nunca tinha entendido pra que serve crase!

Ganhei meu ano ali. De verdade, sem demagogia. A gente se estressa, fica puta, quer arrancar o fígado dessa juventude preguiçosa e displicente - ninguém reclama mais que eu. Aí você percebe que alguém prestou atenção no que você disse e, daquele dia em diante ( pelo menos por um tempo), vai parar e analisar se o acento grave é necessário. Não é legal?


***





Notebook consertando.

Carregador do celular sumido.

Flash da câmera se recusando a funcionar.

Correria pra comprar presentinhos.



Eu tinha marcado o sorteio pro dia 21, né, então, diante da revolta dos  meus aparelhos eletrônicos só me resta adiar. Assim que meu notebook voltar pra casa, eu faço o sorteio.

2 comentários:

Palavras Vagabundas disse...

Descanse e Feliz 2014!
PS. Até hoje tenho dificuldade com crase quer me explicar?
beijos
Jussara

Felipe Fagundes disse...

Você estava tão ansiosa pra essas férias que até eu estava querendo ver seu ano terminar. É boa, essa sensação de liberdade, né?