domingo, 17 de agosto de 2014

Houve um tempo em que tive medo de você não gostar de mim. É que sempre tenho esse medo mesmo- com qualquer pessoa-, e seria uma tragédia se você não gostasse  de mim pra sempre. Então chegou esse tempo de agora em que você corre pra me abraçar quando eu chego, em que me oferece jujubas, em que me convida pra ver Peppa, em que diz que ama a minha gata.  A minha recíproca vem em forma desse encantamento que se expande dentro de mim quando você diz " não gosto de beijo, hein!". Penso em você e minha garganta aperta. Hoje te vi deitado numa piscina de bolinhas, deleitado nesse prazer que deve ser mergulhar num montão de esferinhas coloridas , e quis saber todas as palavras bonitas pra contar direitinho o que senti. 


Meu amor por você é mansinho e quente.


Nenhum comentário: