quarta-feira, 8 de abril de 2015

De saia branca costumeira

Quando eu era menina, jurava que  Sá Marina era eu:




Roda pela vida afora
E põe prá fora esta alegria
Dança que amanhece o dia
Pra se cantar


Está em cartaz aqui no Rio um musical sobre a vida do Simonal. Eu vi duas vezes e veria uma terceira vez se o ingresso não fosse tão caro.

2 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

Eita, você também?

Paulo Francisco disse...

Que bom! S´imbora então. Nelson Motta sempre falou do Simonal com carinho e revolta. carinho pelo que ele representou e revolta pelo racismo que ele enfrentou.
Quando moleque cantava e adora o mamãe passou açúcar em mim.
beijogrande