terça-feira, 14 de abril de 2015

- O que você fez no cabelo?
- Penteei.

A pergunta foi feita pela colega. A resposta foi minha.



***
 - Tá bonita! Você não vinha bonita assim quando dava aula pra gente!

 A., 12 anos, minha ex-aluna. Nesse dia, eu tava usando brinco. Nunca lembro de botar brinco às 6h da manhã.

***

Meus sapatos nunca foram muito limpos, mas ficam piores quando uso no trabalho. Minhas horas na escola envolvem muitos pisões no pé, muitos mesmo. Não são pisões violentos, não chego nem a dar gritinhos ao sentir a pressão dos pezões juvenis sobre os meus. São mais esbarrões. Aquelas pessoas de 12 anos não sabem chegar perto de mim sem esbarrar na minha sapatilha rosa mais ou menos limpa.  Olho pra baixo e vejo as marquinhas de tênis na ponta do meu pé. " Meu pé, toma cuidado com meu pé!" Acho que vou fazer uma plaquinha. É uma ideia, hein!

Uma professora horrorosa que tive na faculdade tinha alertado que as pessoas do sexto ano são adeptas do contato físico. São abraços, beijos, um cutucão no cotovelo, um  esbarrão nas costas. A professora falava como se tudo isso fosse uma tortura.

Essas pessoas não conseguem ficar na tua frente quietas. Falam e puxam tua blusa. Falam e se apoiam na teu ombro. Falam e testam a capacidade 
de extensão do teu cabelo. " Teu cabelo esticaaaa, professora! E, se soltar, enrola de novo!" E nisso as mechas puxadas nunca voltam pro lugar em que cuidadosamente as coloquei de manhã. Eu prefiro que não mexam no meu cabelo, sabe.

***

Antes do almoço, lavo as mãos e uma aguinha preta escorre delas. Tinta da caneta pilot. Só não odeio mais a caneta pilot pq usei giz por um ano e nada pode ser pior que sair de uma sala de aula com a roupa cheia de giz. 

***
Eu gosto dos abraços que recebo na escola. Não são torturantes. Muitas vezes são os únicos que recebo na semana toda. 

4 comentários:

Luana disse...

Tb nao gosto que toquem no meu cabelo... exatamente porque eh a maior complicacao pra arruma-lo...
De resto, abracos de pessoas de 12 anos esta ok! =D

Luciana Nepomuceno disse...

Eu adoro que toquem em mim, especialmente no meu cabelo. Não ligo que fique assanhado. O único problema é que se mexem no meu cabelo fico logo dengosa e com vontade de cochilar

Cheshire cat disse...

Ok abraços de pessoas de 12 anos, mas não depois da educação física, pode ser?

Palavras Vagabundas disse...

Saudades daqui, também não gosto que mecham no meu cabelo devo ser a única pessoa no mundo que detesta cafuné, rs... Bjs Jussara