segunda-feira, 11 de maio de 2015

Esse blog era tão melhor em 2012. Eu não era uma pessoa melhor nem 2012 foi um ano memorável, mas o blog certamente era mais bacana. 

Eu queria ser a blogueira que eu era em 2012. Ignorem os posts de 2015, gente! Vão lá no arquivo e leiam o que escrevi há 3 anos.

****

Se eu escrevo no celular (como agora), há 150% de chance de o post ficar uma bosta.


Fora que o App do Blogger não tem o recurso de alinhar o texto. Fica tudo recuado à esquerda. Que desespero! Odeio posts recuados à esquerda.

***

Dia desses, eu li um post da Maeve em que havia uma observação pequenininha no final, dizendo que ela sentia falta de as pessoas perguntarem por que ela estava escrevendo tão pouco no blog. Eu interpretei essa afirmação  como sintoma de algo que tb sinto: uma crise provocada pela falta de comentários nos posts. Muito me identifiquei com a Maeve.

Pois bem, num mundo ideal, eu teria deixado um comentário dizendo que sinto mesmo falta de mais posts dela, que leio tudo que ela escreve assim que vejo atualização. No mundo real, li o post, adorei, continuarei lendo o blog da Maeve, mas não deixei nenhum comentário. Eu dificilmente deixo comentários nos blogs. Quanto mais gosto de um blog, menos comentários eu deixo. Eu nunca tenho o que dizer sobre nada, imagina sobre um texto tão legal que a pessoa disse tudo.


Gosto de acreditar que vocês são como eu. To imaginando vcs lendo esse post silenciosamente, depois fechando a página e pensando: gosto tanto do Fina Flor, tomara que a Ju escreva logo outro post pra eu voltar aqui.

Não decepcionem a minha imaginação, por favor!

***
O blog tem essa página no facebook, cujo link tá aí do lado, e, dentre as pessoas que curtiram a página, há alguém que tem um nome composto formado pelo meu nome e o nome da minha mãe. Eu acho tão incrível que exista alguém com o nome assim. Minha mãe ia gostar de saber da existência dessa porque nossos nomes foram primeiro os nomes das avós dela. 

Vou contar pra minha mãe!

***
Assim que publicar esse post, vou abrir o Blogger no computador e alinhar o texto. Não consigo me concentrar na vida se tiver um texto desalinhado no Fina Flor.

Não fica melhor tudo alinhadinho?

Fica sim!

15 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

Eu prefiro textos alinhados. Inclusive deixei de ler blogs porque os textos nunca são alinhados #futil

Eu também gosto mais dos meus posts de 2012 do que dos de hoje. Mas acho que meu ano de ouro foi 2013.

As pessoas às vezes comentam ou partilham meus posts no Fb. Quanto tinha mais intimidade (ou cara de pau) ia lá e pedia: copia e cola nos comentários do blog? Mas fui fazendo isso cada vez menos e escrevendo como no começo do blog: só pra mim mesma. É um bônus se souber que tem alguém lendo.

Estava escrevendo agorinha sobre solidão. Acho que é um pouco isso: escrever é solitário.

Luana disse...

eu reclamo que as pessoas nao comentam no meu blog, mas tambem falho em comentar...

to sempre aqui, Ju

Juliana disse...

eu perdi essa coisa de escrever pra mim, eu escrevo pra um interlocutor imaginário que representa quem lê.
Geralmente, não ligo pra comentários, eles não são minha motivação, mas é que ando com crise total em relação ao blog, então tudo entra no pacote da crise.

Felipe Fagundes disse...

Textos justificados, uma necessidade.

Eu nunca esqueço que vc afirmou uma vez que "comentar em blog está fora de moda" e discordo veemente. Tem que estar na moda! Eu acho a melhor parte de ter blog. Se eu faço um post e ninguém comenta ou curte ou compartilha, já penso que o assunto foi péssimo e ngm está interessado, nunca mais falarei sobre. Sou um blogueiro inseguro e carente :P

Quase faço uma happy dance quando chega comentário.

livroseoutrasfelicidades disse...

"gosto tanto do Fina Flor, tomara que a Ju escreva logo outro post pra eu voltar aqui." ;-)

Barbie disse...

Eu leio o blog logo quando vejo atualização hahaha da próxima vez vc imagina: será que a Bárbara já leu? favor considerar as 4 horas de diferença, principalmente se voce postar no final da noite quando aqui é madrugada. beijos

Juliana disse...

Vou pensar mesmo, Bárbara! kkkkk

Tb acho os comentários a melhor parte de ter blog, felipe, mas a preguiça é sempre maior que eu.

Vanessa Carneiro disse...

Culpada! Adoro teu blog e venho sempre aqui. Leio tudo o que você posta, mas raramente comento. :x No entanto, também sinto falta quando posto alguma coisa e ninguém comenta.
Mas não para de escrever. Vou sentir falta se você parar.

Maeve disse...

No segundo depois que a postagem foi "ao ar" eu já tinha lido, sorriso e e sido feliz.

Daí saí sem comentar como se nada tivesse acontecido, rs.

Identificação maior não há.

amanda. disse...

meus blogs preferidos eu tenho no reader e leio por lá. a consequencia é que raramente comento :(

exercerei mais isso. gosto de comentários, me colocarei mais no lugar das pessoas.

Laís disse...

Eu conheci o blog faz pouco tempo... E gosto dele agora em 2015, rs. (vou dar uma fuçada em 2012, :P). Não estou lembrada se já comentei algo ou não, mas às vezes a gente só não sabe muito bem o que dizer. :)

Beijos e vida longa ao blog!

euretrato disse...

Também vivendo a crise, também refletindo sobre esses comentários que nunca deixo apesar de ler todas as atualizações dos blogs das pessoas que eu gosto.

Deveria existir uma forma de dizer que gostou muito do que foi lido, mas que não tem palavras para comentar. Como é que comenta algo que foi lindo, mas que deixou você com um nó na garganta e com a cabeça toda bagunçada?

Nesse momento o tal do like do facebook é válido, por causa do feedback, de saber que "pelo menos alguém clicou, leu e gostou"

Eu também tenho mania de texto alinhado. Não ligo pro desalinhamento dos outros, mas lá no meu eu tenho que alinhar.

O Fina Flor de 2015 também está ótimo, deixe de coisa! ;)

Um beijo!

Cheshire cat disse...

Tem que comentar sim, gente. Conheci pessoas absurdamente legais porque elas comentaram no meu blog e eu no delas, oras.

Anália disse...

Oi, Ju!

Tô sempre por aqui. Gosto muito do seu blog. Às vezes fico bem envergonhada de comentar, me achando meio intrometida. Vai ver que é porque, como eu não tenho blog nenhum, a nossa relação é unilateral kkk, só vc me encanta com seus textos, eu não retribuo, snif.
Beijos grandes,
Anália

Lia disse...

"gosto tanto do Fina Flor, tomara que a Ju escreva logo outro post pra eu voltar aqui."

Eu sempre leio... recebo por email. Leio tudo! E nunca, nunca comento.