quinta-feira, 25 de junho de 2015

Quase 26


Tá um frio danado. Sei lá quantos graus, mas sei que é frio suficiente pra eu enrolar um paninho no pescoço. Junho passou por mim tão rápido que nem vi. Têm sido dias amargos e cansados. Pela primeira vez em anos, não passei junho inteiro alardeando aniversário, não pensei em festa. Meus amigos não tavam me reconhecendo. 


Mas a vidinha resolveu me dar uma trégua e a empolgação apareceu por aqui ontem. Na verdade, meus alunos me deram deram empolgação de presente. Eles não sabem que eu sei que vai haver uma festa ( acho que são duas). São as crianças mais incapazes de guardar segredo que conheço; toda hora soltam uma dica. Hoje uma menina me perguntou se eu ficaria feliz se ~de repente~ a mãe de um aluno fizesse um bolo pra mim. Eu apenas ri. Não tive coragem de dizer pra ela que não como bolo. Acho que amanhã  terei de sacrificar meu paladar em nome do bem-estar das crianças.

A energia da preparação da surpresa me alcançou. Comecei uma contagem regressiva tardia. Tô aqui tentando descobrir como se faz brigadeiro. A festa é surpresa, mas não custa colaborar, né? Dizem que qualquer um faz brigadeiro. Não sou qualquer um. Nunca fiz brigadeiro na vida. Torçam por mim. Mando notícias em breve.

4 comentários:

Georgia disse...

Que a empolgação tenha vindo pra ficar, é o isso o que eu desejo pra você no dia do seu aniversário!

Vanessa Carneiro disse...

Tava com saudades dos teus post.
Não é qualquer um que sabe fazer brigadeiro. Fazer brigadeiro é uma arte!

Felipe Fagundes disse...

Imaginando o choque a criança teria se vc dissesse "Nem gosto de bolo". CANCELA TUDO, ELA NÃO COME BOLO, MÃE, ESQUECE ESTA MASSA.

A única agitação que eu curto em aniversário é a minha comigo mesmo. Eu ia ficar em pânico com 2 festinhas, nem sei disfarçar.

livroseoutrasfelicidades disse...

PARABÉEEEEEEEEENNSSSSSSS PRÁ VOCÊ, NESTA DATA QUERIDA!!!!!!!! (empolgação igual das crianças)