terça-feira, 21 de julho de 2015

Sozinha no mundo

Acontece sempre. Digo que vou viajar nas férias. Primeiro perguntam pra onde; em seguida, querem saber com quem. A resposta dessa vez é: com ninguém, sozinha. Alguns dos meus interlocutores me acham maluca, outros dizem que não teriam a minha coragem, minhas colegas de trabalho me encorajaram.  E eu? Se o medo e a ansiedade estivessem brincando de cabo de guerra, eu seria a corda. 

Não sei bem do que tô com medo. Fiz o que sempre faço antes de viagens: reservei hospedagem, dei uma olhada no que quero conhecer, anotei as informações importantes no caderninho.  Geralmente, esses procedimentos me bastam. Nunca fui de planejar, meus habituais companheiros de viagem também não são. Minha preocupação maior é sempre perder o voo. Depois que entro no avião, só me preocupo em não morrer na aterrissagem. 

Dessa vez, ainda em casa, tenho tantos medos que nem me reconheço. E se a reserva do hostel estiver errada? E se eu for assaltada? E se eu morrer de tédio? E se escolhi as roupas erradas? E se eu desmaiar na rua? E se eu passar sete dias sem conversar com uma  viva alma? Esse último é o medo mais palpável. Todo mundo diz que vou encontrar companhias temporárias. Eu duvido um pouco, viu. Não vejo muita chance de conhecer gente pra uma criatura desconfiada feito eu. Pra que a solidão não me mate, abarrotei o Kobo. 

Viajo amanhã, mas, pra não fugir ao habitual, a mala tá aberta no meio no quarto servindo de cama de gato. Odeio arrumar mala. Odeio. Não decidi se vou pro aeroporto de táxi ou de ônibus. Não comprei creme de pentear. Não fiz as sobrancelhas. É melhor parar de enumerar as pendências antes que algum viajante organizado e planejador tenha urticárias só de ler. Hihihi

Aos viajantes solitários: aceito dicas de sobrevivência, gente!


8 comentários:

Juju M. disse...

Relaxa, sorria e aproveite tudo o que vier, afinal, viajar também tem que ser mudar a alma de ares. E não enfia o nariz no livro quando estiver no barzinho sozinha, observe o entorno e tenho certeza que vai se divertir.

Viajar sozinha é uma delícia!

Barbie disse...

Vai pra onde? kkkkk

livroseoutrasfelicidades disse...

Viajar é renovar a alma. Vai ser uma delícia. Certeza.

Felicia Luisa disse...

Também tô viajando sozinha - 6 dias em Lisboa. Pra sair um pouco do turismo de sempre, às vezes entro num ônibus sem saber o destino; se vejo um lugar legal, desço; senão vou até o ponto final e volto. Também fiz isso em Londres e descobri lugares que não estavam em nenhum guia. Mas, se me sinto insegura ou não sei se é perigoso, faço passeios guiados. Aproveite. Bjs

Rita disse...

Eu adorava. Fiz muito e sempre gostei de todas as experiências. Às vezes conhecia gente, às vezes passava dias inteiros enfiada em museus, feliz e sozinha. Não tenho mais feito isso desde que as crianças nasceram, mas o que te digo é: que delícia. Não faço a menor ideia pra onde você tá indo, torço que seja cheio de boas surpresas. Boas férias, querida.

Juliana disse...

Vou pra Bahia, gente!

Tati disse...

Boa viagem Ju! Olha, na Bahia, vai ser difícil você ficar sozinha. O povo conversa com você até na fila do supermercado hahahaha vai com tudo que Salvador é linda!!!
Beijo!

Lia disse...

Ju, aproveite!!!

Se tem um lugar que não te deixarão sem falar é na Bahia. O povo adora conversar, todo mundo ta sempre disposto a um bom papo. Eles sorriem, falam, sorriem.... Boa viagem!

Se pudesse, voltava agora pra lá. Amei essa terra! ;)