domingo, 20 de setembro de 2015

Cantando sem parar







"Abrirmos a cabeça
Para que afinal floresça
O mais que humano em nós.
Então tá tudo dito e é tão bonito
E eu acredito num claro futuro
De música, ternura e aventura
Pro equilibrista em cima do muro.
Mas e se o amor pra nós chegar,
De nós, de algum lugar
Com todo o seu tenebroso esplendor?"

Um comentário:

Cheshire cat disse...

Minha mãe ouvia tanto essa música quando eu era criança! Sei inteirinha até hoje, mesmo depois de tantos anos sem ouvir. É linda demais.