sábado, 2 de julho de 2016

Tanto faz

Se alguém em 2012 dissesse  que eu choraria de tristeza ao pensar em você, a gente daria muita gargalhada. 


Hoje eu só sei que preciso aceitar que acabou. Amizades também acabam.  

E eu não consigo escrever mais uma palavra  sobre isso.







4 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

a segunda parte desse post: http://borboletasnosolhos.blogspot.com.br/2016/06/chips-de-provolone-e-outra-historia-de.html

nunca nenhum fim de relacionamento amoroso-sexual me doeu como o fim dessa amizade.

um abraço enorme pra você

Renata Lins disse...

Vi o post... e lembrei da história da Lu (que ela já linkou acima).
Grande abraço daqui também.

duasfridas disse...

Ah, Juliana, sinto muito. É uma dor funda e muitas vezes não reconhecidas como tal. Toma um abraço.
Beijo,
Helê

Juliana disse...

Obrigada pelos abraços, gente!

E, nssa, Helê, vc disse tudo!