quinta-feira, 16 de março de 2017


Tudo começou com: - Professora, faz isso com a sua sobrinha! - Sobrinha? Que sobrinha? - Ué? - O menino olhou pra mim meio confuso. - Você não tem uma sobrinha, um sobrinho? - Não, não tenho. - Mas por que você não tem sobrinhos? - Porque eu não tenho irmãos. - Nossa, você é filha única?! Que sortuda! Daí um outro aluno que me conhece há mais tempo resolveu entrar no Jogo do Não Tem: - Ah, ela não tem sobrinho, não tem filho, não tem marido. O menino que começou essa conversa não soube lidar com essa informação. O choque ficou estampado na cara dele. Os outros alunos também ficaram desestabilizados, coitados. Tô acostumada com essa reação e gosto de apimentar o momento, afirmando que não tenho filhos porque não gosto de crianças. É divertido. Mas hoje fui surpreendida por uma voz que emergiu do pequeno grupo chocado com o vazio do meu útero. Uma menina virou e disse:
- Não liga pra eles, não, professora. Eles só acham que toda pessoa VELHA tem filho. VELHA. VELHA. VELHA. Eu nasci em junho de 1984. Façam as contas. Beijo da velha pra vocês.

6 comentários:

Cheshire cat disse...

Hahaha uma vez peguei o seguinte diálogo entre dois molequinhos: "quantos anos você acha que a professora de arte tem?" "Ah, uns 30" "Imagina, se ela tivesse 30 ela ia estar TODA ENRUGADA"

Anônimo disse...

Então toma bença aqui, que nasci em 1970. Sô véia!

Bjs, Felicia

Marissa Rangel-Biddle disse...

1975. Beijos!!!

Unknown disse...

Ai Ju! hahaha

Fiquei imaginando a cara deles! hehe

bjs

Lia disse...

Ai Ju! hahaha

Fiquei imaginando a cara deles! hehe

bjs

Fernanda disse...

Tô rindo desse causo, haha...

Percebo que o tempo tá passando toda vez que vou me cadastrar em algum lugar e quando vou colocar a data de nascimento, o 1989 tá cada vez mais distante na lista, rs...